JGPX11: Conheça o Fiagro JGP Crédito Agro FI Imobiliário listado na Bolsa

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

JGPX11 é o código do Fiagro JGP Crédito Agro FI Imobiliário, da gestora JGP, que foi listado na Bolsa (B3) em 29 de novembro de 2021.

Aqui no Blog do Grana, você terá informações sobre esse novo produto financeiro disponível no mercado financeiro para investidores pessoas físicas.

Confira na sequência do texto:

JGPX11 – Fiagro JGP Crédito Agro FI Imobiliário

Foto: Divulgação/B3

De acordo com informações da CVM, a oferta pública inicial do Fiagro JGP Crédito Agro FI Imobiliário (JGPX11) foi registrada com o valor de R$ 150 milhões em 18 de novembro de 2021.

Conforme os dados da B3, esse é o terceiro Fiagro listado na Bolsa para investidores pessoas físicas. Há outros fundos de investimento do agronegócio com código na Bolsa, mas ainda não estão disponíveis para o público em geral.

O primeiro Fiagro listado foi da Riza Asset, e o segundo, da XP Asset.

Sob gestão da JGP, o terceiro Fiagro listado na Bolsa adota critérios ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG, na sigla em inglês) e de crédito, tendo sua alocação prioritária focada em títulos do agronegócio atrelados ao certificado de depósito interfinanceiro (CDI).

Desta forma, o investidor pode participar do crescimento do setor agroindustrial brasileiro abrangendo desde os grandes até pequenos produtores e ampliar a diversificação de seus ativos sem perder de vista a sustentabilidade.

Visão da B3 sobre o Fiagro

“Para a construção de uma carteira sólida é fundamental que o investidor se atente às tendências do mercado, e hoje o agronegócio assume grande potencial. É um dos principais segmentos na economia nacional e vem ganhando cada vez mais espaço nos produtos negociados e listados em bolsa.” pontuou Rogerio Santana, diretor de relacionamento com empresas e clientes institucionais local da B3.

A B3 explica que os Fiagros são fundos de investimentos semelhantes aos fundos de investimentos imobiliários (FII) tendo suas aplicações de recursos realizadas em imóveis rurais, cadeias produtivas agrícolas e ativos que englobem o setor, como os Créditos de Recebíveis Agrícolas (CRAs).

Desta forma, os produtores rurais ganham uma nova forma de obtenção de crédito enquanto os investidores passam a ter acesso a mais um produto pensando em diversificação. 

Visão da JGP sobre o Fiagro JGPX11

“Nossa intenção é oferecer aos nossos clientes uma alternativa eficiente, rentável e responsável para investir no agrobusiness brasileiro. Por mais que o Fiagro esteja nascendo agora, a JGP, com mais de 20 anos de história, está dedicada a passar os bons princípios e boas políticas de investimentos para que esse veículo prospere”, afirmou Alexandre Muller, sócio e gestor dos fundos de crédito da JGP.

“O setor do agronegócio está na linha de frente da questão ambiental brasileira e a gente tem o dever de decidir onde o capital vai chegar com uma visão sobre as externalidades, da geração de empregos, de impactos sociais e ambientais positivos”, completou.

Segundo a asset, este é um bom momento para investir no setor. O agronegócio no Brasil cresceu 26% nos últimos 10 anos e hoje representa 26% do PIB brasileiro.

O setor produtivo é diversificado e regionalmente espalhado por todo o País. No caso do Fiagro JGP, os créditos a serem adquiridos são originados de projetos e empresas situados em 9 estados diferentes.

Além de contar com boa insolação e recursos hídricos, o agronegócio brasileiro tem alta produtividade e tecnologia de ponta.

Onde os recursos do Fiagro da JGP são aplicados

O objetivo do Fiagro da JGP é a obtenção de renda e ganho de capital a serem obtidos mediante a aquisição de ativos financeiros de origem agroindustrial.

De acordo com sua política de investimentos, o Fiagro da JGP aplica os recursos principalmente em certificados de recebíveis do agronegócio (CRAs), letras de crédito do agronegócio (LCAs), debêntures de empresas ligadas ao agronegócio, cotas de fundos ligados ao agronegócio e ativos de liquidez.

Quais são os riscos do Fiagro

De acordo com o prospecto registrado na CVM, os riscos do Fiagro são diversos: risco de mercado, risco de crédito, risco de liquidez, risco de volatilidade na Bolsa, entre outros.

Vale completar que o Fiagro possui risco de insegurança jurídica por se tratar de um fundo de investimento recém criado pela Lei nº 14.130, de 29 de março de 2021.

O Fiagro ainda não possui uma norma específica expedida pela CVM para regulamentação, adotando de forma provisória a Instrução nº 472 da CVM.

Por isso, as regras e procedimentos atualmente adotados para o Fiagro JGPX11 poderá vir a ser alterada e, consequentemente, afetar negativamente os cotistas.

Além disso, por se tratar de um mercado recente no Brasil, o Fiagro ainda não se encontra totalmente regulamentado e com jurisprudência definitiva, podendo ocorrer situações em que ainda não existam regras que o direcione.

De acordo com o prospecto isso acaba gerando uma insegurança jurídica e um risco ao investimento em Fiagro.

Em outras palavras, uma vez que os órgãos reguladores e o Poder Judiciário poderão, ao analisar o Fiagro podem editar normas que regem o assunto ou interpretar a regulamentação atual de forma a provocar um efeito adverso sobre o Fiagro.

Ou seja, há o risco dos reguladores e da Justiça em proferir decisões que podem ser desfavoráveis aos interesses do investimento em Fiagro, o que em qualquer das hipóteses, poderá afetar adversamente o investimento, e afetar, por consequência, as cotas do fundo e seus cotistas.

Fiagro na Bolsa: Qual é primeiro fundo do agronegócio listado na B3

Imposto de Renda sobre ganhos de capital

Os proventos (rendimentos e dividendos) do Fiagro Imobiliário são isentos do imposto de renda (IR).

No entanto, os investidores não estão isentos do imposto de renda sobre ganhos de capital.

Ou seja, se você compra a cota num valor mais baixo e vende depois num valor mais alto, precisa pagar o IR sobre essa diferença positiva por meio de um DARF até o dia 30 do mês seguinte.

O Fiagro Imobiliário segue a mesma tabela do IR aplicada em fundos imobiliários.

Para resolver essa questão do IR automaticamente, acesse o link abaixo:

IR da Bolsa: Como resolver automaticamente

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App