Quais são os Indicadores Financeiros de uma companhia? Grana Explica | Por Matheus Caliman

Quais são os Indicadores Financeiros de uma companhia?

Quais são os Indicadores Financeiros de uma companhia? Os indicadores em questão serão divididos em categorias a fim de ilustrar a performance da empresa no que tange a: atividade, liquidez, solvência, alavancagem e rentabilidade.

Veja o conteúdo do especialista do Grana, Matheus Caliman, na sequência do texto, logo após a imagem ilustrativa abaixo.

CLIQUE AQUI ou abaixo para baixar o aplicativo Grana:

Precisamos conhecer cada informação detalhada com o objetivo de identificar eventuais problemas que possam ser melhorados. Afinal, de nada adianta saber se uma companhia  está com uma rentabilidade elevada se ao mesmo tempo, a empresa está bastante alavancada (endividada). Fez sentido?

Indicadores de Atividade: responsáveis por medir a eficiência da empresa e o desempenho de suas atividades diárias;

Indicadores de Liquidez: responsáveis por medir a habilidade da empresa em cumprir suas obrigações de curto prazo;

Indicadores de Solvência/ Alavancagem: responsáveis por medir a habilidade da empresa em cumprir suas obrigações de curto e longo prazo, em virtude de seu nível de endividamento, seja com recursos próprios, seja com recursos de terceiros; 

Indicadores de Rentabilidade: responsáveis por medir a capacidade da empresa em gerar lucros a partir de seus próprios recursos, isto é, de seus ativos;

Indicadores de Mercado (Valuation): responsáveis por unir dados financeiros da companhia com informações de mercado, tais como cotação do papel e número de ações em circulação. Logo, seu objetivo é o de ilustrar como a empresa está performando, tendo em vista o quanto o mercado a precifica.

Continue lendo a série Grana Explica e veja mais conteúdos relevantes de educação financeira.

Até a próxima.

(*) Fonte de conteúdo: Matheus Caliman, especialista do Grana Capital.

Blog do Grana é a página de conteúdo informativo do aplicativo Grana Capital, parceiro da B3 para ajudar os investidores com o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Facebook
Twitter
LinkedIn
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App