Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Americanas divulga lista de credores

A Americanas divulga lista de credores. Os dados foram apurados por jornais da grande imprensa: Estadão, Folha de S. Paulo, Valor Econômico, O Globo e agências Bloomberg, Reuters e AE.

Atualização em 27 de fevereiro de 2023: a Justiça de São Paulo autorizou busca e apreensão na Americanas de caixas de e-mails de diretores, conselheiros e outros funcionários dos últimos 10 anos.

(Atualização em 25 de janeiro de 2023): A empresa entregou a sua relação de débitos e credores à Justiça do Rio de Janeiro. Na lista, declara uma dívida total de R$ 41,2 bilhões a 7.967 nomes.

De acordo com informações da Bloomberg, entre os principais credores estão Deutsche Bank (R$ 5,23 bilhões, agente fiduciário de títulos de dívida no estrangeiro), Bradesco (R$ 4,8 bilhões), Santander (R$ 3,65 bilhões), BTG Pactual (R$ 3,51 bilhões), Banco Votorantim (R$ 3,28 bilhões, sendo R$ 3 bilhões em debêntures da Americanas distribuídas pelo banco BV), Itaú (R$ 2,9 bilhões), Safra (R$ 2,53 bilhões) e Banco do Brasil (R$ 1,36 bilhão).

Entre os fornecedores aparecem nomes como Samsung (R$ 1,2 bilhão), Apple, Google e Facebook (fornecedores do setor de tecnologia: R$ 800 milhões), Nestlé (R$ 259 milhões), Mondelez/Lacta (R$ 93 milhões), Masterfoods Brasil (R$ 19,9 milhões), Hershey (R$ 16,7 milhões), Neugebauer (R$ 15 milhões), Ferrero do Brasil (R$ 14,8 milhões), Arcor (R$ 5,2 milhões), Lindt (R$ 3 milhões), Peccin/Trento (R$ 1,9 milhão) e também a Ambev (R$ 4 milhões), sendo que essa última também integra os grupo de negócios dos três principais acionistas de Americanas.

Os acionistas da Americanas, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira se pronunciaram, em nota, sobre o caso e disseram que jamais tiveram conhecimento de manobras contábeis.

Americanas divulga lista de credores, segundo fontes consultadas por jornais da grande imprensa.

Esclarecimento do Banco BV

Por meio de nota encaminhada ao Blog do Grana, o banco BV esclarece que a lista de credores enviada pela Americanas à 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro não reflete a sua real exposição. Em 11 de janeiro, data de divulgação do Fato Relevante no qual a Americanas reconheceu suas inconsistências contábeis, o banco BV era credor de Cédulas de Crédito Bancário (CCBs) devidas pela Americanas com saldo devedor de aproximadamente R$ 206 milhões (CCBs BV). 

Conforme contrato de compensação, firmado nos termos da Resolução do Conselho Monetário Nacional 3.263/05, as CCBs BV foram integralmente liquidadas com aplicações de titularidade da Americanas junto ao banco BV. Essa compensação vem sendo objeto de disputa judicial pela Americanas. O banco BV já informou os valores dos créditos de sua titularidade via notificação extrajudicial a Americanas e vai reiterar a informação, nos autos do processo de recuperação, requerendo a imediata correção dos valores.

(*) Fontes de conteúdo: CVM, B3, Banco BV e jornais da grande imprensa.

O Blog do Grana é a página de conteúdo informativo do aplicativo Grana Capital, parceiro da B3 para ajudar os investidores com o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App