Netflix (NFLX34) dispara na Bolsa com adição de mais de 2 milhões de clientes no 3º trimestre

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Netflix (NFLX34) dispara na Bolsa

Netflix (NFLX34) dispara na Bolsa (B3). Os papéis do Netflix subiam mais de 13% no pré-mercado em Nova York (EUA), após informar lucro de US$ 1,4 bilhão no terceiro trimestre de 2022, queda de 3,5% na comparação anual. A receita teve de 5,9% e alcançou US$ 7,9 bilhões no período.

A Netflix informou a adição de 2,41 milhões novos assinantes e que lançará no início de 2023 funcionalidade que vai coibir o compartilhamento de contas.  

Netflix (NFLX34) dispara na Bolsa (B3) após adição de 2 milhões de novos clientes. Foto: Tumisu/Pixabay

Análise da Avenue sobre a ação da Netflix (NFLX)

De acordo com relatório da Avenue Intelligence, os números apresentados pela empresa surpreenderam positivamente, sendo esse o primeiro trimestre de crescimento de sua base líquida de assinantes em 2022.

Se, no trimestre passado, a empresa havia ressaltado as dificuldades de crescimento decorrentes de um ambiente mais competitivo e do compartilhamento de contas. Neste, a Netflix conseguiu entregar um crescimento de assinantes bem acima do esperado e do próprio guidance.

Netflix atingiu 223 milhões de assinantes, um crescimento de 4,5% na comparação anual. A empresa divulgou séries de sucesso e filmes como “Monster: The Jeffrey Dahmer Story”, “Stranger Things” quarta temporada, “The Gray Man” e “Purple Hearts” como hits que ajudaram a mover a agulha durante o quarto trimestre.

Números da Netflix

A empresa ressaltou que, após um primeiro semestre desafiador, acredita estar no caminho para reacelerar seu o crescimento e que a chave para isso é agradar seus assinantes com bom conteúdo. A Netflix entregou um crescimento de receita de 6% na comparação anual (já levando em conta o impacto negativo de um dólar mais valorizado em escala global).

O lucro operacional de US$ 1,5 bilhões é inferior aos US$ 1,8 bilhão reportados há um ano, mas acima do guidance fornecido pela empresa no trimestre anterior. O lucro por ação mostrou queda de 2,8% na comparação anual e o fluxo de caixa livre foi positivo em US$ 472 milhões antes US$ 13 milhões no trimestre anterior.

Expectativas da Netflix

A empresa destaca a valorização do dólar como um risco e projeta queda de receita frente a esse trimestre (esperam US$ 7,8 bilhões). Eles lançarão seu plano com Ads em 12 países em novembro e, embora estejam otimistas com essa nova vertente de receitas, eles não esperam uma contribuição material dessa linha para o quarto trimestre de 2022, uma nova tendência no universo de streaming.

E em termos de margem o último trimestre é tradicionalmente o de maiores gastos com marketing e conteúdo e, por isso, projetam queda de margem.

Valor de mercado da Netflix (NFLX)

A NFLX possui um valor de mercado de aproximadamente US$ 107 bilhões, P/E (price/earnings) de 22,5 vezes, de acordo com cálculos da Avenue Intelligence.

No ano de 2022, as ações recuavam 59,99% até a data da publicação do balanço (18/10), após o fechamento do mercado em Nova York (EUA).

Análise da XP sobre Netflix

Conforme observou o relatório XP Radar Global divulgado na manhã de 19 de outubro de 2022, a maior parte do crescimento líquido de assinantes, 1,4 milhão dos 2,4 milhões, veio da região Ásia-Pacífico. 

A região EUA-Canadá teve o menor crescimento, contribuindo com apenas 100 mil assinantes líquidos. “Depois de um primeiro semestre desafiador, acreditamos que estamos no caminho para reacelerar o crescimento”, disse a companhia em comunicado.

Para o próximo trimestre, a companhia projeta a adição de 4,5 milhões assinantes e espera uma receita de US$ 7,8 bilhões, pressionado pela valorização do dólar.

A empresa divulgou programas e filmes como a quarta temporada de “Stranger Things”, “The Gray Man” e “Purple Hearts” como sucessos que favoreceram o resultado do período. A Netflix também anunciou que o seu plano de preço mais baixo, com suporte em anúncios, será lançado em 12 países já em novembro.

Além disso, a Netflix começará a reprimir o compartilhamento de senhas no próximo ano, optando por permitir que pessoas que emprestaram contas criem suas próprias contas. A empresa também permitirá que as pessoas que compartilham suas contas criem subcontas para pagar para amigos ou familiares usarem as suas.

(*) Fontes de conteúdo e relatórios consultados: Avenue Intelligence, BTG Pactual e XP Radar Global.

O Blog do Grana é a página de conteúdo informativo do aplicativo Grana Capital, parceiro da B3 para ajudar os investidores com o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App