Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6) distribui dividendos aos seus acionistas

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6) distribui dividendos

A Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6) distribui dividendos relativos ao exercício fiscal de 2021 aos seus acionistas em setembro de 2022.

Os dividendos do exercício fiscal de 2021 foram aprovados em Assembleia Geral Ordinária (AGO) realizada em 22 de abril de 2022.

Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6) distribui dividendos. Imagem ilustrativa criada por Tom/Pixabay.

Quem tem direito ao recebimento

De acordo com o aviso publicado em 1º de setembro de 2022, terão direito ao pagamento dos dividendos relativos ao exercício de 2021, os investidores pessoas físicas e jurídicas registradas como proprietários ou usufrutuários de ações ordinárias e preferenciais classes “A” e “B” (“ON”, “PNA” e “PNB”, respectivamente) na data base de 22 de abril de 2022.

Valores corrigidos pela taxa Selic

Conforme também aprovado na Assembleia, sobre os dividendos incidem atualização monetária baseada na variação da taxa Selic, divulgada pelo Banco Central do Brasil, desde 31 de dezembro de 2021.

Valor do dividendo por ação ELET3

De R$ 0,71578248571496 por ação em 31 de dezembro de 2021 para R$ 0,77350548242684 por ação ON (ELET3) na data do pagamento.

Valor do dividendo por ação ELET5

De R$ 1,99153557854615 por ação em 31 de dezembro de 2021 para R$ 2,15213939876563 por ação PNA (ELET5) na data do pagamento.

Valor do dividendo por ação ELET6

De R$ 1,49365168208243 por ação em 31 de dezembro de 2021 para R$ 1,61410454709969 por ação PNB (ELET6) na data do pagamento.

Data do pagamento

O pagamento será realizado na data de 9 de setembro de 2022.

Pagamento e cadastro pelo Bradesco

Tal pagamento será realizado mediante depósito na conta corrente dos acionistas informada por cada um ao Banco Bradesco, responsável pela escrituração de ações de emissão da companhia.

Pagamento por agente de custódia registrado na B3

Os dividendos relativos às ações custodiadas em ambiente de Bolsa via Central Depositária de Ativos da B3 serão pagos a essa entidade, que os repassará aos acionistas por intermédio das corretoras depositantes.

(*) Fontes de conteúdo e relatórios consultados: CVM, B3 e Eletrobras RI.

Edição: Ernani Fagundes, jornalista responsável pelo conteúdo do Blog do Grana.

O Blog do Grana é a página de conteúdo informativo do aplicativo Grana Capital, parceiro da B3 para ajudar os investidores com o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

E-mail: ernani.fagundes@grana.capital (mande sua opinião sobre o Blog do Grana e sugestões para melhorar sua experiência no site de notícias de mercado e de investimentos).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App