Walmart (WALM34) reduz projeções de receita e de lucro para seu ano fiscal

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Walmart (WALM34) reduz projeções

Walmart (WALM34) reduz projeções de receita e de lucro para seu ano fiscal, que vai até o final de janeiro de 2023, diante dos altos níveis de estoque e da alta da inflação.

Para o ano fiscal que termina em janeiro de 2023, a empresa espera queda de 10% a 12% da receita operacional.

O Walmart também projeta recuo de 8% a 9% do lucro ajustado por ação no segundo trimestre fiscal que termina no final de julho de 2022, e queda de 11% a 13% no lucro ajustado por ação no ano fiscal.

A empresa divulgará o resultado do segundo trimestre fiscal em 16 de agosto.

Walmart
Divulgação: Walmart

Análise da XP sobre Walmart

A varejista anunciou um corte em suas previsões de lucros trimestral e anual, pontuando que a forte alta dos preços está forçando seus clientes a gastarem mais com necessidades como alimentos e menos com itens discricionários como roupas e eletrônicos. 

Segundo o CEO, Doug McMillon, com o aumento da inflação, os clientes estão demandando descontos maiores para itens não essenciais. Como resultado, essa mudança nos gastos deixou mais itens nas prateleiras e armazéns das lojas, pressionando a varejista a reduzir agressivamente os estoques de itens que os clientes não desejam através de liquidações.

Falando em números, o Walmart informou esperar que seu lucro ajustado por ação para o segundo trimestre e o ano inteiro caia cerca de 8% a 9% e 11% a 13%, respectivamente. Anteriormente, esperava-se que eles ficassem estáveis no segundo trimestre e caíssem cerca de 1% no ano inteiro.

Por outro lado, o Walmart prevê que as vendas por loja nos EUA aumentem cerca de 6% no segundo trimestre, excluindo combustível, a medida que os clientes compram mais alimentos em suas lojas. A nova projeção é maior do que o aumento de 4% a 5% que a empresa esperava anteriormente.

No entanto, o novo mix de mercadorias pesará nas margens da empresa. Os mantimentos têm margens de lucro menores do que itens discricionários, como TVs e roupas. 

Sendo uma das maiores varejistas dos EUA, o anúncio da empresa acendeu um alerta amarelo para todo o setor da economia americana, pode estar havendo uma redução significativa dos hábitos de consumo dos americanos, de acordo com relatório XP Radar Global, assinado por Jennie Li (estrategista de ações), Pietra Guerra e Rafael Nobre (analistas internacionais).

Jennie Li, estrategista de ações da XP.

(*) Fontes de conteúdo e relatórios consultados: B3, BTG Pactual e XP Radar Global.

Edição: Ernani Fagundes, jornalista responsável pelo conteúdo do Blog do Grana.

Conteúdo nas redes sociais: Letícia Alonso (vídeo), Vitória Mendonça e Gabriela Orsi.

O Blog do Grana é a página de conteúdo informativo do aplicativo Grana Capital, parceiro da B3 para ajudar os investidores com o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

E-mail: ernani.fagundes@grana.capital (mande sua opinião sobre o Blog do Grana e sugestões para melhorar sua experiência no site de notícias de mercado e de investimentos).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App