BDR do Nubank (NUBR33) cai mais após prejuízo no 1º trimestre de 2022

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

BDR do Nubank (NUBR33)

Prejuízo no 1º trimestre de 2022

O BDR do Nubank (NUBR33) caiu 7,40% em 17 de maio de 2022 após o banco digital reportar prejuízo de US$ 45,1 milhões no 1º trimestre de 2022, ante prejuízo de US$ 49,4 milhões no mesmo período do ano anterior.

Por volta das 15 horas, NUBR33 até subia 2 centavos (+0,55%) para R$ 3,67 por BDR (Brazilian Depositary Receipt), o recibo da ação negociado na Bolsa brasileira (B3), mas depois virou o sinal no final da tarde e caiu 7,40%, a R$ 3,38 por BDR no fechamento do mercado.

Foto: Nubank/Divulgação.

Lucro líquido ajustado

O banco reportou lucro líquido ajustado de US$ 10,1 milhões no 1º trimestre de 2022.

Receita líquida

A receita alcançou US$ 877,2 milhões no 1º trimestre de 2022, um aumento de 226% na comparação anual. A receita média por cliente ativo do Nubank aumentou para US$ 6,7 por usuário, ante US$ 5,6 por cliente no 4º trimestre de 2021.

Número de clientes

Nubank informou 59,6 milhões de clientes ao final de março, um aumento de 5,7 milhões somando a base de Brasil, México e Colômbia.

Depósitos

Os depósitos aumentaram 94% na comparação anual atingindo US$ 12,6 bilhões em 31 de março de 2022, devido principalmente à contínua expansão da base de clientes do Nubank, a taxa de atividade e o aumento de clientes que o adotaram como conta bancária principal.

NuPay

No 1º trimestre de 2022, o Nubank lançou o NuPay, uma solução de pagamentos para compras online integrada ao checkout do comércio eletrônico e parcelamento, possibilitando que os clientes façam compras online.

Novidades do Nubank (NUBR33)

Em 11 de maio de 2022, o Nubank realizou o lançamento inicial do Nucripto, que permite a negociação com criptomoedas a partir de R$ 1. De acordo com o balanço divulgado, o Nubank pretende democratizar as criptomoedas no Brasil e no resto da América Latina.

Como os outros produtos do Nu, o Nucripto foi criado para eliminar a complexidade desse mercado e torná-lo acessível a qualquer pessoa que deseje participar dele.

Análise da Avenue sobre a ação do Nubank ($NU)

Os resultados divulgados ficaram acima das expectativas do mercado, impulsionados principalmente pela receita média por cliente ativo, que aumentou em relação ao trimestre anterior.

É importante ressaltar que está programado para 17 de maio de 2022 (hoje) o fim da restrição (lock-up) para a negociação de ações dos fundadores e dos acionistas pré-IPO, que havia sido marcado inicialmente para junho, mas acabou sendo antecipado pela fintech.

Fundos e investidores relevantes podem começar a movimentar essas ações. Já pessoas físicas que receberam ações ou recibos do Nubank no IPO ainda devem que esperar o período de um ano acordado.

Entre os destaques dos resultados, a taxa de atividade aumentou para 78% de 76,3% no trimestre anterior.

Por fim, a fintech lançou, na semana anterior aos resultados, uma plataforma que permite que os que seus usuários negociem bitcoin (BTC-USD) e ethereum (ETH-USD). Dessa forma pode atrair ainda mais clientes para o seu ecossistema.

Nos cálculos da Avenue Intelligence, antes da divulgação do balanço do 1º trimestre de 2022, o Nubank possui um valor de mercado de aproximadamente US$ 20,16 bilhões.

Desde o IPO até 16 de maio de 2022, o valor da ação caiu 53,6%.

Fontes de conteúdo e relatórios consultados: B3, CVM, Nubank RI e Avenue Intelligence.

Edição: Ernani Fagundes, jornalista responsável pelo conteúdo do Blog do Grana.

E-mail: ernani.fagundes@grana.capital (mande sua opinião sobre o Blog do Grana e sugestões para melhorar sua experiência no site de notícias de mercado e de investimentos).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App