Itaú (ITUB4) informa dividendos e JCP de R$ 1,66 bilhão no 1º trimestre de 2022, alta de 29%

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Itaú (ITUB4) informa dividendos

Itaú informa R$ 1,661 bilhão em dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) no 1º trimestre de 2022, ante R$ 1,284 bilhão em igual período de 2021, alta de 29% na comparação anual.

O Itaú registrou lucro de R$ 7,36 bilhões no 1º trimestre de 2022, alta de 15% na comparação anual.

O lucro por ação do Itaú alcançou R$ 0,69 no 1º trimestre de 2022 versus R$ 0,55 obtido no 1º trimestre de 2021.

O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) aumentou 2 pontos porcentuais para 20,4% no 1º trimestre de 2022.

BTG Pactual (BPAC11)

BTG Pactual registrou lucro líquido de R$ 2,1 bilhões no 1º trimestre de 2022, alta de 72% na comparação anual.

A receita do BTG Pactual alcança R$ 4,4 bilhões no período, aumento de 56% em relação ao 1º trimestre de 2021.

O retorno sobre o patrimônio líquido (ROAE) atingiu 21,5% no 1º trimestre de 2022, melhor resultado porcentual desde 2016.

Pague Menos (PGMN3) e Ultrapar (UGPA3)

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendou a aprovação da aquisição da Extrafarma, pertencente a Ultrapar (UGPA3) pelas Farmácias Pague Menos (PGMN3).

A recomendação é mediante a celebração de Acordo em Controle de Concentrações (ACC), que prevê o desinvestimento de menos de 3% do portfolio de lojas.

A decisão ainda não é definitiva, agora a operação será submetida à análise do Tribunal do Cade.

Com a aprovação de forma definitiva pelo Tribunal e o atendimento das condições previstas no ACC, a Pague Menos terá aproximadamente 1,6 mil filiais e R$ 10 bilhões em vendas anuais.

“A transação é um marco importante na nossa estratégia de crescimento e acelera em três anos nosso plano de expansão. Paralelamente, seguiremos com nosso plano de expansão orgânica, que inaugurou 80 novas lojas em 2021 e projeta mais 120 novos pontos de venda até o final de 2022”, afirma Mário Queirós, CEO da Pague Menos.

A aquisição da Extrafarma, quando implementada, importará em combinação de ativos com posicionamento de marca, demografia e geografia complementares.

“Ao longo dos últimos meses, avançamos no mapeamento de sinergias e confirmamos nossa expectativa de captura anual de R$ 180 milhões a R$ 275 milhões de EBITDA adicional por meio de receita, margem bruta, logística e despesas indiretas”, destaca Luiz Novais, CFO da Pague Menos.

Unidade da rede de farmácias PagueMenos. Foto: Divulgação/PagueMenos.

Notas de mercado

Aqui no Blog do Grana, você terá informações sobre os principais assuntos da Bolsa (B3).

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

Petrobras (PETR3/PETR4)

Petrobras reajusta o preço do diesel em R$ 0,40 por litro, de R$ 4,51 para R$ 4,91 por litro, a partir de 10 de maio de 2022.

Azul (AZUL4)

Azul reporta prejuízo de R$ 808,4 milhões no 1º trimestre de 2022, queda de 24,4% na comparação com igual período do ano passado.

Sabesp (SBSP3)

Sabesp divulgou lucro de R$ 975,6 milhões no 1º trimestre de 2022, alta de 96,4% na comparação anual.

Embraer (EMBR3)

Americana Zanite aprova fusão com a Eve, a subsidiária de carros voadores da Embraer.

Braskem (BRKM5)

Fundo Apollo propõe fechar capital da Braskem no Brasil para reabertura em Nova York (EUA).

Na nova configuração proposta, a atual controladora Novanor ficaria com fatia de 5% a 10%, segundo a coluna de Lauro Jardim, de O Globo.

Pão de Açúcar (PCAR3)

Pão de Açúcar pode arrecadar R$ 400 milhões com a venda da participação na rede Exito, segundo apuração do Brazil Journal.   

Vivara (VIVA3)

Vivara obteve lucro de R$ 45,92 milhões no 1º trimestre de 2022, revertendo resultado fraco visto durante período da pandemia de covid-19.

CBA (CBAV3)

CBA registra lucro de R$ 426 milhões no 1º trimestre de 2022, revertendo prejuízo observado em igual trimestre de 2021.

Porto Seguro (PSSA3)

A Porto Seguro (PSSA3) obteve lucro de R$ 175,1 milhões, queda de 41% na comparação anual.

Vale (VALE3)

Preço do minério de ferro recua 7,37% em Singapura, a US$ 127,75 por tonelada, baixa que impacta ações da Vale e de siderúrgicas brasileiras.

BDRs e ações globais

Tesla (TSLA34)

Tesla planeja retomar ritmo de produção pré-lockdown em Xangai, na China.

Microsoft (MSFT34)

O Exército dos EUA poderá utilizar óculos de realidade aumentada da Microsoft.

“Ao final deste mês, o HaloLens, óculos de realidade aumentada da Microsoft, passará por um período de testes e poderá ser transformado em um sistema de combate eficaz para o Exército dos EUA”, destacou relatório Radar Global da XP.

Segundo observaram os analistas, o período de avaliação durará cerca de 1 mês, de 23 de maio a 17 de junho, e será realizado pelo escritório de testes do Pentágono para determinar se o acessório está pronto para produção total e implantação inicial.

De acordo com o relatório da XP, o projeto da big tech visa desenvolver um “heads-up display” para as forças terrestres dos EUA, semelhante aos dos pilotos de caça. 

Fontes de conteúdo e relatórios consultados: B3, CVM, Itaú RI, PagueMenos, Banco ABC Brasil, Avenue Intelligence, BTG Pactual, XP, Levante Research, Guide Investimentos, Ourinvest e Terra Investimentos.

Edição: Ernani Fagundes, jornalista responsável pelo conteúdo do Blog do Grana.

E-mail: ernani.fagundes@grana.capital (mande sua opinião sobre o Blog do Grana e sugestões para melhorar sua experiência no site de notícias de mercado e de investimentos).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App