MSFT34: Conheça o BDR da Microsoft listado na Bolsa

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

MSFT34 é o código do Brazilian Depositary Receipt (BDR, o recibo da ação) da Microsoft negociado no Brasil.

Aqui no Blog do Grana, você terá informações sobre esse recibo de ação estrangeira da Microsoft listado na Bolsa brasileira (B3).

Confira na sequência do texto, o relatório de mercado do Santander Brasil sobre o BDR MSFT34 e os relatórios da XP e Avenue sobre o último balanço trimestral da Microsoft.

Atuação da Microsoft – MSFT34

Os estrategistas de BDRs do Santander Brasil, Luiz Adolfo Schiller e Ricardo Vilhar Peretti, detalharam informações relevantes sobre a Microsoft:

A Microsoft é muito conhecida pela plataforma de trabalho Office, mas também se destaca em diversas frentes de atuação.

O Microsoft Azure é uma das líderes de mercado em serviços de nuvem, que tem uma vantagem competitiva em relação aos demais: promete uma transição sem percalços entre os programas tradicionais e sua plataforma.

Suas principais aplicações incluem: Azure, Teams, LinkedIn, Microsoft Office (tradicional), Office 365 (nuvem), Skype, Dynamics 365, Exchange, além do desenvolvimento de jogos cada vez mais baseados na nuvem.

Microsoft vale a pena

Conforme o relatório do Santander, o lucro econômico da Microsoft é sustentado por barreiras de entrada como o forte efeito de rede (grande participação de mercado das suas soluções) e custo de substituição.

A Microsoft vem acelerando a transformação de negócio de venda tradicional de softwares para assinaturas, o que gera receitas mais recorrentes.

“Concluímos esperando que a empresa tenha retornos acima do mercado no curto e no médio prazo, e que deva sustentar sua capacidade de produzir lucros com elevada margem no longo prazo”, descreveram os estrategistas de BDRs do Santander.

Balanço da Microsoft – BDR MSFT34 no Brasil

A Microsft (ticker MSFT nos EUA) reportou na terça-feira (26/04/2024) no final do dia os resultados referentes ao 1º. trimestre de 2022 e bateram as expectativas do mercado.

Segundo cálculos da Avenue Intelligence, a Microsoft vale aproximadamente U$ 2,02 trilhões, possui dividend yield de 0,92%. No ano de 2022, as ações recuavam 19,65% até a publicação do balanço.

Receitas

A receita da Microsoft alcançou US$ 49,36 bilhões no 1º trimestre de 2022, alta de 18% na comparação com igual período de 2021 e superou a projeção de US$ 49,05 bilhões dos analistas de mercado.

Lucro por ação (LPA)

O lucro atingiu US$ 2,22 por ação versus o LPA de US$ 2,19 estimado pelo mercado.

Receitas com Intelligent Cloud

O segmento Intelligent Cloud da empresa, que contém a nuvem pública Azure da Microsoft para hospedagem de aplicativos, juntamente com SQL Server, Windows Server e serviços corporativos, gerou US$ 19,05 bilhões em receita (+26).

Calculado a receita do Azure e de outros serviços em nuvem exclusivamente o aumentou foi de 46% no trimestre, em comparação com o crescimento de 46% no tri. anterior e acima dos 45,3% projetados.

Receitas do segmento de Produtividade e Processos

O segmento de Produtividade e Processos de Negócios da Microsoft, contendo software de produtividade Office, LinkedIn e Dynamics, registrou US$ 15,79 bilhões em receita no trimestre, um aumento de cerca de 17% e um pouco mais do que a estimativa de consenso.

A Microsoft elevou os preços de certas assinaturas de software de produtividade do Office 365 durante o trimestre.

Receitas com Windows, Xbox e Surface

O segmento de computação mais pessoal, que inclui Windows, Xbox, publicidade em buscas e Surface, arrecadou US$ 14,52 bilhões em receita, um aumento de 11% e superior ao consenso de US$ 14,27 bilhões.

A Microsoft informou que a receita das vendas de licenças do Windows para fabricantes de PCs aumentou 11% no trimestre. A Microsoft havia projetado um crescimento de um dígito em janeiro.

Análise da Avenue sobre a ação da Microsoft (MSFT)

A empresa de pesquisa Gartner estimou que as remessas de PCs caíram 6,8% no trimestre, marcando o declínio mais acentuado desde o primeiro trimestre de 2020, após uma expansão do mercado impulsionada pela pandemia.

A receita de produtos e serviços de segurança se enquadra em cada um dos três segmentos da Microsoft. Em janeiro, a Microsoft disse que sua receita de segurança cresceu quase 45% em 2021, mais rápido do que qualquer outra categoria importante de produtos. A empresa divulgou os números financeiros de seu negócio de segurança pela primeira vez no ano passado, surpreendendo o mercado.

No trimestre, a Microsoft anunciou um plano para adquirir a editora de videogames Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões, a maior transação nos 47 anos de história da Microsoft. A Microsoft também fechou a aquisição da Nuance Communications e estabeleceu uma estratégia de expansão na área de saúde, um setor no qual a Nuance se concentra. A Nuance tirou um centavo dos ganhos trimestrais da Microsoft, mas acrescentou US$ 111 milhões em receita.

O que esperar da ação da Microsoft (MSFT)

Após mais um resultado apresentado pela Microsoft, a diretora financeira da companhia Amy Hood disse que, excluindo o impacto das flutuações cambiais, o crescimento da receita do Azure será 2% mais lento no próximo trimestre em comparação com o período anterior.

Ainda assim, isso seria mais alto do que as estimativas de muitos analistas, que eram mais de 40%, de acordo com a Bloomberg.

Por fim, a empresa também informou a receita deve ficar entre US$ 52,4 bilhões e US$ 53,2 bilhões no próximo trimestre, a estimativa dos analistas era de US$ 52,9 bilhões, conforme observou relatório Radar Global da XP.

Análise da XP sobre Microsoft – BDR MSFT34 no Brasil

De acordo com o relatório Radar Global da XP, assinado por Jennie Li (estrategista) e os analistas internacionais Pietra Guerra e Rafael Nobre, a Microsoft apresentou bons resultados no 1º trimestre de 2022, impulsionados pelo segmento de nuvem:

O segmento Intelligent Cloud da empresa, que contém a nuvem pública Azure da Microsoft para hospedagem de aplicativos, juntamente com SQL Server, Windows Server e serviços corporativos, gerou US$ 19,05 bilhões em receita.

Isso representa um aumento de 26% e acima do consenso de US$ 18,90 bilhões entre os analistas consultados pela StreetAccount.

Além disso, a receita do Azure e de outros serviços em nuvem aumentou 49% no trimestre, em comparação com o crescimento de 46% no trimestre anterior. 

A empresa viu força nas reservas comerciais, uma medida de receita futura, com acordos plurianuais para o Office 365, Microsoft 365 e Azure alimentando o crescimento.

As renovações de contrato ilustram a satisfação com os produtos de nuvem da Microsoft, disse a diretora financeira Amy Hood.

A diretora financeira disse que a receita de hardware do Xbox, que subiu 14%, superou suas expectativas, já que a Microsoft conseguiu levar uma quantidade maior de console às lojas. A receita de conteúdo e serviços do Xbox subiu 4% no período recente.

Relatórios consultados: Santander Brasil, XP Investimentos e Avenue Intelligence.

Edição: Ernani Fagundes, jornalista responsável pelo conteúdo do Blog do Grana.

E-mail: ernani.fagundes@grana.capital

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App