Ações da Petrobras ajudam e Ibovespa retoma o patamar de 110 mil pontos

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

As ações da Petrobras ganharam importância no pregão de hoje, 25 de janeiro de 2022.

Com a tensão na Ucrânia diante de uma eventual invasão russa, o preço do petróleo no mercado internacional subiu mais de 2%, fator que influenciou nas altas de PETR4 (+3,26%) e PETR3 (+3,32%).

Por tabela, as altas de Petrobras ajudaram o Ibovespa a subir 2,10%, aos 110.203 pontos. Em janeiro e no ano, o índice acumula valorização de 5,07%.

Em Nova York, onde os investidores também atuavam com cautela na véspera da decisão do FED (o Banco Central dos Estados Unidos), o desempenho dos mercados ficou negativo.

O Dow Jones caiu 0,19%, a 34.297 pontos. O S&P 500 registrou baixa de 1,22%, aos 4.356 pontos. Já o Nasdaq Composite mostrou queda de 2,28%, aos 13.539 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos na Bolsa (B3).

Confira na sequência do texto:

Cenário externo – Véspera da decisão do FED e tensão na Ucrânia

Na avaliação de Pietra Guerra, especialista de ações da Clear Corretora, a decisão de política monetária pelo Banco Central dos Estados Unidos (FED), que deve ser divulgada amanhã e está no radar dos investidores do mundo todo.

Além das questões locais dos Estados Unidos, tem uma questão global que está contribuindo para a volatilidade nos mercados de maneira geral, com investidores do mundo inteiro ajustando as posições em meio à cautela, com o aumento das tensões entre a Rússia e o Ocidente.

A tensão, explica a especialista, veio com o aumento das tropas russas na fronteira com a Ucrânia, o que causou um temor global de que a Rússia invadiria o país.

Destaques do mercado: Cesp, BR Malls e Aliansce Sonae

A Cesp aprovou as condições para sua incorporação pela Votorantim Energia.

De acordo com o fato relevante, o investidor terá 1,54 nova ação ordinária da Votorantim Energia para cada ação da Cesp e o acionista também receberá 0,02 nova ação preferencial resgatável da Votorantim para cada ação da Cesp.

Ao final dos negócios na Bolsa, CESP6 subiu 0,04%, a R$ 22,03 por ação PNB.

Outro destaque do mercado é o fato de que o fundo de pensão canadense CCPIB aumentou sua posição na BR Malls para 5,8% das ações, notícia considerada positiva para as ações BRML3.

O fundo canadense já possui uma fatia acionária de 23% na Aliansce Sonae Shoppings Centers (ALSO3).

No encerramento dos negócios, BRML3 apresentou alta de 3%, a R$ 9,00 por ação ON. Já o papel da Aliansce Sonae (ALSO3) avançou 4,88%, a R$ 22,12 por ação ON.

Destaques do Ibovespa – Carrefour Brasil, Assaí e Suzano

Ainda na ponta positiva, a ação do Carrefour Brasil (CRFB3) subiu 3,41%. Em relatório, o BTG Pactual destacou que ação subiu após a superintendência-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendar a aprovação da compra do Grupo Big.

Já a ação do Assaí (ASAI3) chegou a cair 4,6% com a negociação de um bloco de ações que movimentou R$ 77,05 milhões segundo a Bloomberg, mas a ação virou e fechou em alta de 2,16%.

Na ponta negativa, Suzano (SUZB3) caiu 2,59%, maior baixa do Ibovespa hoje. O J.P Morgan adotou recomendação neutra para Suzano com uma visão cautelosa sobre o mercado de celulose.

Outras ações de exportadoras – CSN (-2,04%), Gerdau (-1,47%) e BRF (-0,90%) – também caíram hoje, mas a queda foi atribuída a influência do movimento do dólar, que fechou em baixa de 1,24%, a R$ 5,435 no mercado à vista da B3.

Na avaliação de Camila Abdelmalack, economista-chefe da Veedha Investimentos, há um fluxo comercial forte dos exportadores entrando no Brasil.

“E pelo canal financeiro, fluxo de investidores comprando ações de empresas de commodities”, comentou Camila Abdelmalack, ao Blog do Grana.

Maiores altas

  • Qualicorp (QUAL3): +7,52%, a R$ 17,45 por ação ON
  • Locaweb (LWSA3): +6,44%, a R$ 9,09 por ação ON
  • Cielo (CIEL3): +6,34%, a R$ 2,18 por ação ON
  • Santander Brasil (SANB11): +6,25%, a R$ 33,13 por unit
  • JHSF (JHSF3): +6,20%, a R$ 5,82 por ação ON

Maiores baixas

  • Suzano (SUZB3): -2,59%, a R$ 56,71 por ação ON
  • CSN (CSNA3): -2,04%, a R$ 25,41 por ação ON
  • Alpargatas (ALPA4): -1,60%, a R$ 28,29 por ação PN
  • Gerdau (GGBR4): -1,47%, a R$ 27,39 por ação PN
  • BRF (BRFS3): -0,90%, a R$ 23,25 por ação ON

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

Méliuz (CASH3)

O Banco Central comunicou o vazamento de dados cadastrais de chaves Pix de mais 160 mil clientes o Acesso Bank, da Méliuz.

A notícia é considerada negativa para as ações da Méliuz (CASH3).

Ao final dos negócios na Bolsa, CASH3 subiu 1,10%, a R$ 2,75 por ação ON.

Embraer (EMBR3)

A Embraer anunciou contrato para a venda de 20 aeronaves da família E2 para a Azorra, empresa de leasing de aeronaves localizada na Flórida (EUA).

EMBR3 subiu 0,58%, a R$ 20,76 por ação ON.

BDRs e ações EUA

IBM (IBMB34)

IBM reportou receita de US$ 16,7 bilhões no quarto trimestre de 2021, 4,4% acima do esperado pelo consenso de mercado.

O resultado foi impulsionado pelo segmento de serviços em nuvem, que aumentou 16%, para US$ 6,2 bilhões no trimestre.

Lucro da IBM alcançou US$ 3,35 por ação, acima dos US$ 3,23 esperados pelo mercado, o que surpreendeu positivamente os analistas.

Com a divulgação do balanço, a ação da IBM subiu 5,65%, contrariando o sinal negativo dos mercados em Nova York.

Johnson & Johnson (JNJB34)

A J&J reportou lucro de US$ 2,13 por ação, ante US$ 2,12 esperados pelo mercado.

A receita da J&J alcançou US$ 24,8 bilhões, abaixo dos US$ 25,29 bilhões esperados por analistas de mercado.

Segundo relatório da Avenue Intelligence, os resultados do quarto trimestre marcam o fim de um ano difícil (2021) para a J&J.

Após o balanço, a ação JNJ subiu 2,86% em Nova York, entre as maiores altas do S&P 500.

American Express (AXPB34)

A American Express reportou lucro de US$ 2,18 por ação, versus a estimativa de US$ 1,84 de lucro por ação.

A receita da American Express ficou em US$ 12,15 bilhões, acima da expectativa de US$ 11,15 bilhões estimada pelo mercado.

Com a divulgação do balanço, a ação AXP da Amex disparou 8,92%, maior alta do S&P 500.

Segundo relatório da Avenue Intelligence, o segmento de viagens e entretenimento continua avançando e se recuperando da crise provocada pela pandemia de covid-19.

Apple (AAPL34) e Microsoft (MSFT34)

As ações das big techs fecharam com sinal negativo hoje: Apple (-1,14%) e Microsoft (-2,66%).

AMD (A1MD4), Cisco (CSCO34), Nvidia (NVDC34) e Salesforce.com (SSFO34)

Diante da preocupação com a decisão do FED (o BC dos EUA) sobre os juros, o sinal negativo também alcançou novamente outras empresas de tecnologia: AMD (-4,63%), Cisco (-1,39%), Nvidia (-4,48%) e Salesforce.com (-3,43%).

Chevron (CHVX34)

Com o aumento de mais de 2% do petróleo por causa das tensões na Ucrânia, a ação da Chevron subiu 4,25%, entre as maiores altas do S&P 500.

Bank of America (BOAC34) e JP Morgan (JPMC34)

Depois da série de baixas nos últimos dias, os papéis dos bancos norte-americanos reagiram hoje: Bank of America (+1,98%) e JP Morgan (+1,09%).

Ford Motors (FDMO34)

No setor de veículos, a Ford Motors manteve a sequência de quedas e caiu mais 2,01% hoje.

Relatórios consultados: B3, CVM, BTG Pactual, XP Investimentos, Clear Corretora, Avenue Intelligence e Levante Research.

Edição: Ernani Fagundes, jornalista-responsável pelo conteúdo do Blog do Grana.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App