Marfrig (MRFG3) e Gol (GOLL4) entre os destaques da Bolsa

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Marfrig (MRFG3) e Gol (GOLL4) estavam entre os destaques da Bolsa no período da manhã de 24 de janeiro de 2022.

Por volta de meio-dia, a Marfrig era a maior alta do Ibovespa (+4,41%). Segundo relatórios de mercado, a empresa não deve participar da oferta de aumento de capital (follow-on) da BRF, da qual é sócia.

A Gol Linhas Aéreas anunciou que fechou financiamento de US$ 600 milhões com a Castlelake para compra de novas aeronaves 737 Max 8.

Mesmo a notícia sendo positiva, uma pesquisa do Morgan Stanley apontava que 19% das viagens corporativas deixarão de existir e passarão a ser realizadas por reuniões virtuais.

A divulgação da pesquisa afetava ações de companhias aéreas em todo o mundo. No Brasil, o papel da Gol recuava 3,48% e a ação da Azul mostrava recuo de 3,46% ao meio-dia.

No Brasil, o Ibovespa recuava 1,27%, aos 107.558 pontos.

No mesmo horário, em Nova York (EUA), o Dow Jones mostrava queda de 1,74%, aos 33.668 pontos. O S&P registrava baixa de 2,20%, aos 4.300 pontos. Já o Nasdaq Composite recuava 2,42%, aos 13.436 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos na Bolsa (B3).

Confira na sequência do texto:

Destaques da Bolsa: Marfrig (MRFG3) e Gol (GOLL4)

No período da manhã e no início da tarde, a Marfrig figurava com a maior alta do Ibovespa.

De acordo com informações correntes no mercado, a Marfrig não deve participar a oferta de aumento de capital (follow-on) de R$ 8 bilhões da BRF.

Os analistas argumentam que a Marfrig fez diversas aquisições no exterior nos últimos dias e deverá se concentrar na integração desses novos negócios.

Outra notícia que circulava no mercado pela manhã era a renovação da frota da Gol Linhas Aéreas.

Mas uma pesquisa da Morgan Stanley mostrou que 19% das viagens corporativas vão deixar de existir.

O levantamento mostrou que os orçamentos das empresas para viagens corporativas estão 22% abaixo dos níveis de 2019, antes da pandemia de covid-19.

Diante da perspectiva, as ações de Gol e da Azul recuavam cerca de 3,5% por volta do meio-dia.

Maiores altas ao meio-dia

  • Marfrig (MRFG3): +4,41%
  • CPFL (CPFE3): +1,88%
  • Pão de Açúcar (PCAR3): +1,13%
  • Bradesco (BBDC4): +0,96%
  • Usiminas (USIM5): +0,57%

Maiores baixas ao meio-dia

  • Locaweb (LWSA3): -7,78%
  • Banco Pan (BPAN4): -6,27%
  • Banco Inter (BIDI11): -5,54%
  • Méliuz (CASH3): -5,32%
  • Via (VIIA3): -5,29%

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

PetroRio (PRIO3)

Justiça do Rio suspende processo de declaração de comercialidade do Campo de Wahoo, da PetroRio.

Com a decisão, a PetroRio fica impedida de explorar o campo até que a companhia forneça todas as informações necessárias para a continuidade do projeto.

Segundo relatório da Levante, as ações da PetroRio (PRIO3) podem ser impactadas negativamente no curto prazo por causa dessa interrupção da exploração do Campo de Wahoo.

Engie (EGIE3)

Engie Brasil prevê conclusão da venda de sua última termelétrica à carvão até junho de 2022. A notícia é considerada positiva para as ações EGIE3.

Vibra Energia (VBBR3)

Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprova compra da Comerc pela Vibra Energia, antiga BR Distribuidora.

BDRs e ações EUA

Intel (ITLC34)

Intel investirá inicialmente US$ 20 bilhões em fábrica de chips nos Estados Unidos. Investimento total pode alcançar US$ 100 bilhões nos próximos anos.

Snap (S1NA34)

Snap, dona  do Snapchat, informa estratégia de firmar acordos com empresas de telefonia móvel no México, Brasil, Itália e Espanha para expandir sua atuação.

A Snap possui presença consolidada nos Estados Unidos e no Japão e busca desenvolver seu aplicativo de conversas rápidas para concorrer em diferenciais com o TikTok.

Shopify (S2HO34)

Shopify recuou 14% na última sexta-feira após rumores de rompimentos de contratos logísticos.

No final de semana, Shopify confirmou que cancelou contratos, mas não forneceu detalhes sobre o número de centros de atendimento e de depósitos afetados.

Relatórios de mercado consultados: B3, CVM, XP, BTG Pactual, Banco ABC Brasil, Levante e Terra Investimentos.

Edição: Ernani Fagundes (jornalista-responsável pelo conteúdo do Blog do Grana).

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App