Ibovespa em 13-01-2022: Bolsa recua 0,15%, aos 105.529 pontos

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

O Ibovespa recuou 0,15%, aos 105.529 pontos. No mês de janeiro e no ano, o índice acumula alta de 0,67%.

Em Nova York, o índice Dow Jones caiu 0,49%, aos 36.113 pontos. O S&P 500 registrou queda de 1,42%, aos 4.659 pontos. Já o Nasdaq Composite teve baixa de 2,51%, aos 14.806 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos na Bolsa (B3).

Confira na sequência do texto:

Destaques do Ibovespa:  BRF, Marfrig e Minerva

A ação da BRF apareceu entre as principais altas do Ibovespa no período da manhã. No período da tarde, os concorrentes Marfrig (MRFG3) e Minerva (BEEF3) avançaram e fecharam entre as principais altas da Bolsa.

Marfrig saltou 5,18% e Minerva avançou 3,06%.

No final dos negócios, BRFS3 apresentou valorização de 0,71%, aos R$ 24,01 por ação ON.

Entre os fundamentos, a BRF anunciou uma parceria (joint-venture) com o fundo soberano da Arábia Saudita para a produção de frangos no Oriente Médio.

Destaques do mercado: Itaú Unibanco (ITUB4) e Itaúsa (ITSA4)

O Itaú Unibanco informou hoje que assinou um contrato de compra e venda de até 100% da Ideal Holding Financeira, dona da corretora digital Ideal.

De acordo com informações do Itaú, a compra será realizada em duas etapas ao longo de 5 anos.

Na primeira etapa, o Itaú Unibanco irá adquirir 50,1% do capital social e votante da Ideal, através de um aporte primário e da aquisição secundária de ações que totalizam aproximadamente R$ 650 milhões, passando a deter o controle da companhia.

Na segunda etapa, após 5 anos, o Itaú poderá exercer o direito de compra do percentual restante (49,9%) do capital
social da Ideal.

Segundo o Itaú, a gestão e a condução dos negócios da Ideal continuarão autônomas em relação ao banco.

Nesse contexto a Ideal continuará atendendo seus clientes e o Itaú não terá exclusividade na prestação de
serviços.

Com a notícia, o papel do Itaú (ITUB4) subiu 1,85%, a R$ 23,68 por ação PN. Já a holding Itaúsa (ITSA4) avançou 2,80%, a R$ 9,56 por ação PN e figurou entre as principais altas do Ibovespa.

Maiores altas

  • Marfrig (MRFG3): +5,18%, a R$ 22,74 por ação ON
  • PetroRio (PRIO3): +3,09%, a R$ 22,02 por ação ON
  • Minerva (BEEF3): +3,06%, a R$ 10,10 por ação ON
  • Santander Brasil (SANB11): +2,94%, a R$ 31,50 por unit
  • Itaúsa (ITSA4): +2,80%, a R$ 9,56 por ação PN

Maiores baixas

  • Banco Inter (BIDI11): -9,87%, a R$ 22,10 por unit
  • Locaweb (LWSA3): -8,38%, a R$ 8,75 por ação ON
  • Natura (NTCO3): -5,09%, a R$ 21,82 por ação ON
  • Raia Drogasil (RADL3): -4,98%, a R$ 21,00 por ação ON
  • Méliuz (CASH3): -4,83%, a R$ 2,56 por ação ON

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

Embraer (EMBR3)

Embraer vende duas fábricas de componentes em Portugal por R$ 172 milhões.

Ao final dos negócios, EMBR3 mostrou queda de 4,20%, a R$ 22,14 por ação ON.

Moura Dubeux Engenharia (MDNE3)

Moura Dubeux registra crescimento de 17,6% e atinge R$ 341 milhões em vendas no quarto trimestre de 2021.

Com a prévia divulgada ao mercado, a Moura Dubeux disparou 11,94% e fechou em R$ 5,53 por ação MDNE3, sendo um dos principais destaques fora do Ibovespa.

Via (VIIA3), Mercado Livre (MELI34) e Amazon (AMZO34)

Mercado Livre, Via e Amazon adotam estratégias de reajustes para recuperar margens, na avaliação de relatório da Levante Research, divulgado hoje.

No encerramento do pregão, Via mostrou queda de 2,92%, a R$ 3,99 por ação ON. Já MELI34 caiu 7,14%, a R$ 52,00 por BDR de Mercado Livre, enquanto AMZO34 desceu 2,04%, a R$ 114,03 por BDR de Amazon.

BDRs e ações EUA

De acordo com o economista-chefe do Modalmais, Alvaro Bandeira, a sessão de hoje mostrou mercados meio sem rumo e com constantes mudanças de sinais entre positivo e negativo.

Bolsas da Europa começaram o dia com quedas e fecharam em alta.

“Nos EUA e aqui, muitas trocas. Também pudera, os investidores ainda tentam avaliar como será o endurecimento da política monetária americana (e de outros países), quais os efeitos da expansão de contagio pela Ômicron, como isso impactará nas cadeias de suprimentos, inflação e também no crescimento global”, afirmou Bandeira, em seu relatório de fechamento de mercado.

Mas a preocupação hoje nos EUA é com relação à inflação alta, que pode persistir por até dois trimestres.

Hoje, tivemos posicionamentos do presidente do FED de Richmond (Barkin), da Filadélfia (Harker), Chicago (Charles Evans) e arguição de Lael Brainard no Senado, designada para vice-presidente do FED na nova gestão de Jerome Powell.

“Todos mostraram preocupação com a inflação e alguma pressa em ajustar a política monetária, com o tapering (redução dos estímulos) terminando em março, juros provavelmente também em março (com até mais três altas em 2022) e anunciando em setembro a redução do balanço patrimonial”, observou o economista-chefe.

Ainda nos EUA, os pedidos de auxílio desemprego da semana anterior cresceram 23 mil posições para 230 mil, quando o esperado eram 200 mil posições.

A inflação do atacado nos EUA medida pelo PPI de dezembro foi de 0,2% (previsão era 0,4%), com núcleo em 0,5%. Em 12 meses, o PPI desacelerou para 9,8%. Ou seja, a inflação do atacado nos EUA está próxima de 10%.

 

Big Techs Apple (AAPL34) e Microsoft (MSFT34)

Com a volatilidade imperando nos mercados, as big techs fecharam no negativo após quatro dias de altas: Apple (-1,90%) e Microsoft (-4,23%).

Intel (ITLC34) e AMD (A1MD34)

A Intel caiu 1,44%, enquanto a AMD recuou 3,44%, essa última entre as maiores baixas do S&P 500.

Nvidia (NVDC34) e Salesforce.com (SSFO34)

Outras empresas de tecnologia também ficaram com sinal negativo hoje: Salesforce.com (-3,87%) e Nvidia (-5,09%), ambas entre as maiores baixas do S&P 500.

Boeing (BOEI34), American Airlines (AALL34) e Norwegian Cruise (N1CL34)

Com o noticiário sobre a variante ômicron da covid-19 mais ameno hoje, entre as maiores altas do S&P 500 estavam: Boeing (+2,97%), American Airlines (+4,54%) e a companhia de cruzeiros marítimos Norwegian Cruise (+4,14%).

Walmart (WALM34) e Dow Chemical (DOWB34)

Já a tradicional Walmart apareceu entre as maiores altas em Nova York, com elevação de 1,42%, recuperando as perdas do pregão de ontem.

A Dow Chemical também subiu 1,15%.

Nike (NIKE34) e Disney (DISB34)

Na ponta contrária, Nike mostrou queda de 1,90%. Já a Disney recuou 1,50%.

Caterpillar (CATP34) e Tesla (TSLA34)

Np setor de veículos, os sinais ficaram diferentes. A Caterpillar seguiu em alta e avançou mais 2,07%.

Já a inovadora Tesla não segurou a alta de ontem (+3,93%) e fechou em queda forte de 6,75%.

Relatórios consultados: B3, CVM, Itaú, Moura Dubeux, Banco ABC Brasil, Guide Investimentos, Modalmais e Terra Investimentos.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App