Discurso do Banco Central dos EUA derruba mercados em Nova York e o Ibovespa

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

O tom mais duro da ata do Banco Central dos EUA da reunião do Comitê de Mercado Aberto (FOMC) derrubou os principais índices nos Estados Unidos e também o Ibovespa, principal índice de Bolsa brasileira.

O Ibovespa desabou 2,42%, aos 101.005 pontos. No mês de janeiro e no ano de 2022 já acumula perdas de 3,67% em apenas três pregões. O dólar subiu 0,39% e fechou em R$ 5,71 no mercado à vista.

Em Nova York, o Dow Jones caiu 1,07%, a 36.407 pontos. O S&P 500 apresentou queda de 1,94%, aos 4.700 pontos. Já o Nasdaq Composite teve forte baixa de 3,34%, a 15.100 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos na Bolsa (B3).

Confira na sequência do texto:

Destaque global: Ata do Federal Reserve, o Banco Central dos EUA

A ata do Comitê de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) do Federal Reserve (FED, o BC dos EUA) foi um “balde de água gelada” nos mercados globais e, por consequência, na Bolsa brasileira.

Na avaliação de Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, o tom veio mais duro na ata. “Vários participantes já consideram que o pleno emprego foi atingido”, argumenta Sanchez.

Na observação do economista-chefe, vários membros do Fed, vários apontam para uma retirada dos estímulos (tapering) mais rápida, com elevação de juros rápida e redução do balanço do BC norte-americano.

Com isso, a já curta perspectiva sobre o aperto monetário fica ainda mais intenso.

“Caso o Payroll (relatório do mercado de trabalho) confirme tal perspectiva, fica cada vez mais provável a chance de encerrar o tapering (os estímulos) com a elevação imediata da Fed Funds Rate (os juros dos fundos do BC do EUA)”, diz Sanchez

“Se fosse o caso de a primeira elevação de juros ser em março, a autoridade não precisaria cumprir o cronograma do tapering (retirada dos estímulos monetários). Diga-se de passagem, as elevações da Fed Funds Rate poderiam ser até superiores a 0,25% não podem ser descartadas, dado o tom de urgência adotado”, alerta o economista.

Destaques na Bolsa: BRF, Vale, Bradespar e Banco Pan

Apenas quatro ações da carteira do Ibovespa conseguiram permanecer no azul após a divulgação da ata do Federal Reserve (FED, o BC dos EUA).

A BRF subiu 1,25%, maior alta do Ibovespa. Além de bem posicionada no mercado doméstico, a BRF é exportadora, e por isso, avança junto com o aumento do dólar.

Com perfil semelhante, a Vale (+0,95%) e a sua acionista Bradespar (+0,24%) também surfaram no aumento do dólar e na alta de 1,44% do preço do minério de ferro no porto chinês de Qingdao, para US$ 124,89 por tonelada.

Maiores altas

  • BRF (BRFS3): +1,25%, a R$ 22,70 por ação ON
  • Vale (VALE3): +0,95%, a R$ 77,81 por ação ON
  • Banco Pan (BPAN4): +0,32%, a R$ 9,46 por ação PN
  • Bradespar PN (BRAP4): +0,24%, a R$ 24,94 por ação PN

Maiores baixas

  • Locaweb (LWSA3): -12,78%, a R$ 10,37 por ação ON
  • PetroRio (PRIO3): -10,76%, a R$ 18,49 por ação ON
  • Grupo Soma (SOMA3): -9,54%, a R$ 10,43 por ação ON
  • Méliuz (CASH3): -9,00%, a R$ 2,63 por ação ON
  • Positivo (POSI3): -8,69%, a R$ 9,04 por ação ON

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

BR Partners (BRBI11)

BR Partners faz pedido de oferta de units (follow-on) de R$ 5 milhões.

BRBI11 caiu 2,99%, a R$ 13,30 por unit.

Méliuz (CASH3)

Méliuz faz parceria com a MasterCard para oferecer cartão de crédito.

CASH teve queda de 9%, a R$ 2,63 por ação, entre as maiores baixas do Ibovespa.

Direcional (DIRR3) e Cyrela (CYRE3)

Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprova parceria entre Direcional e Cyrela para 8 projetos.

DIRR3 caiu 6,74%, a R$ 10,93 por ação ON. Já CYRE3 teve baixa de 2,59%, a R$ 13,89 por ação ON.

Porto Seguro (PSSA3)

Porto Seguro assinou acordo de compra de 10% da Plugify Tecnologia por meio do Fundo de Investimento em Participações (FIP) Porto Ventures.

Mesmo com o anúncio, em dia de mercados no negativo, PPSA3 teve queda de 2,82%, a R$ 19,29 por ação ON.

Braskem (BRKM5)

A oferta de ações de R$ 9 bilhões da Braskem deve sair neste mês, de acordo com reportagem da  Exame.

BRKM5 recuou 4,80%, a R$ 53,77 por ação PNA.

BDRs e ações EUA

Na avaliação do economista-chefe do Modalmais, Alvaro Bandeira, sobre a ata do FED divulgada, a reação dos mercados foi de desaceleração nas Bolsas abertas e alta do dólar no mercado local.

Dirigentes declararam que o Federal Reserve (o BC dos EUA) pode ter que elevar juros mais cedo e mais rápido que o previsto, além de reduzir o tamanho do balanço de ativos em seguida.

“O fim mais rápido da compra líquida de ativos daria maior margem de manobra ao FED”, diz Bandeira.

Segundo a ata, com o coronavírus virando endêmico, o crescimento potencial cai, mas a situação até aqui está confortável e o quarto trimestre de 2021 deve ser positivo.

“Melhora nos gargalos de insumos suportará ganhos da atividade, emprego e inflação desacelerando. Mas o staff técnico (do Fed) identifica inflação mais disseminada”, alerta Bandeira, em seu relatório de fechamento de mercado.  

Nike (NIKE34) e Walmart (WALM34)

Com o sinal negativo espalhado pelas três Bolsas de Nova York, a Nike recuou 2,49%, enquanto a sólida e resistente Walmart avançou 1,35%.

Pfizer (PFIZ34) e Moderna (M1RN34)

As fabricantes de vacinas ficaram em lados opostos hoje. A Pfizer subiu 2,02%, entre as maiores altas nos Estados Unidos, enquanto a Moderna caiu 7,65%, entre as maiores baixas em Nova York.

Big Techs Apple (AAPL34) e Microsoft (MSFT34)

As big techs também tiveram sinais trocados hoje: Apple (-2,66%) e Microsoft (-3,84%).

Intel (ITLC34) e Verizon (VERZ34)

A Intel (+1,37%) e a Verizon (+1,03%) seguraram o sinal positivo em dia de muitas baixas nas Bolsas norte-americanas.

Cisco (CSCO34) e Salesforce.com (SSFO34)

As outras empresas de tecnologia acompanharam o sinal negativo da maioria do mercado: Cisco (-1,58%) e Salesforce.com (-8,28%), essa última entre as maiores baixas em Nova York.

Goldman Sachs (GSGI34)

Depois de duas altas nos dias anteriores, Goldman Sachs entrou no movimento de realização de lucros recentes e recuou 2,17%.

Ford Motor (FDMO34)

Em movimento de realização de lucros recentes, após duas altas nos dias anteriores, o papel da Ford caiu 2,67%.

Relatórios consultados: B3, CVM, Banco ABC Brasil e BTG Pactual.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App