CSN Mineração (CMIN3) e Itaú (ITUB4) entre os destaques da Bolsa

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

CSN Mineração (CMIN3) e Itaú (ITUB4) estiveram entre os destaques de alta da Bolsa no período da manhã.

A ação da CSN Mineração é puxada pela alta do preço do minério de ferro no exterior, que está acima dos US$ 120 por tonelada nos portos da Ásia.

Já a ação do Itaú aparece entre os papéis mais recomendados por corretoras para o mês de janeiro de 2022.

Por volta do meio-dia, o Ibovespa registrava baixa de 0,35%, aos 103.558 pontos.

No mesmo horário, em Nova York, o Dow Jones subia 0,72%, a 36.847 pontos. O S&P 500 avançava 0,26%, aos 4.809 pontos. Já o Nasdaq Composite registrava queda de 0,48%, a 15.756 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos na Bolsa (B3).

Confira na sequência do texto:

Destaques na Bolsa: CSN Mineração (CMIN3) e Itaú (ITUB4)

Por volta do meio-dia, o papel da CSN Mineração (CMIN3) avançava 2,98%, a maior alta do Ibovespa no período da manhã.

Conforme observou relatório de mercado do BTG Pactual, o preço do minério de ferro mostrou alta de 0,70% no porto chinês de Qingdao, na China, cotado em US$ 123,12 por tonelada, aumento que beneficia exportadoras brasileiras.

Já a ação do Itaú avançava 1,49% no mesmo horário, segunda maior alta do Ibovespa pela manhã. O papel do banco aparece novamente entre os mais recomendados por corretoras para o mês de janeiro.

Maiores altas ao meio-dia

  • CSN Mineração (CMIN3): +2,98%
  • Itaú (ITUB4): +1,49%
  • Marfrig (MRFG3): +1,46%
  • Klabin (KLBN11): +1,45%
  • 3R Petroleum (RRRP3): +0,79%

Maiores baixas ao meio-dia

  • Locaweb (LWSA3): -6,27%
  • Banco Pan (BPAN4): -5,77%
  • Iguatemi (IGTI11): -4,76%
  • BRF (BRFS3): -4,52%
  • Banco Inter (BIDI11): -4,30%

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

AES Brasil (AESB3)

A AES Operações, subsidiária da AES Brasil, celebrou com o Itaú um acordo de investimentos para projetos de geração de energia renovável.

Cosan (CSAN3)

A subsidiária da Cosan – a Compass – concluiu a compra de 51% da SulGás.

EDP Brasil (ENBR3)

Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a compra da Celg-T pela EDP Brasil.

Dasa (DASA3)

Dasa concluiu a compra da Gem Assistência Médica por R$ 760 milhões.

Unifique (FIQE3)

Unifique comprou o provedor de internet de fibra óptica Mosaico Telecom por R$ 14,4 milhões.

Eneva (ENEV3)

Conselhos de administração da Eneva e da Focus aprovaram a incorporação da Focus pela Eneva.

JBS (JBSS3)

JBS concluiu a compra da Rivelea, empresa de processamento de carnes na Austrália.

O plano do presidente norte-americano Joe Biden para aumentar competitividade do setor de carnes nos EUA pode interferir no desempenho das ações de JBS, Marfrig e Minerva, que possuem unidades no exterior.

Vivara (VIVA3)

Vivara informou a prorrogação dos incentivos fiscais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do Amazonas até 2032.

Petrobras (PETR3/PETR4)

O petróleo Brent sobe 0,4%, para US$ 79,3 por barril, com os investidores à espera de decisão da Opep+ sobre o nível de oferta. Esse aumento do petróleo pode beneficiar as ações da Petrobras e de outras petrolíferas brasileiras.

Relatórios de mercado consultados: B3, CVM, BTG Pactual, Terra Investimentos.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App