Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Bolsa fecha 2021 com perdas de 11,8%.

No último pregão do ano, o Ibovespa encerrou em alta de 0,69%, aos 104.822 pontos. No mês de dezembro, o índice acumulou valorização 2,84%.

Em Nova York, o Dow Jones caiu 0,25%, a 36.398 pontos. O S&P 500 recuou 0,30%, 4.778 pontos. Já o Nasdaq Composite fechou em baixa de 0,16%, a 15.741 pontos.

No mercado, dia de dólar oscilando em alta para depois cair forte, com disputas na PTAX (a média do Banco Central que serve de referência nos contratos de câmbio), que fechou em R$ 5,58.

No mercado local, no encerramento, o dólar registrava queda de 2,06% e estava cotado a R$ 5,576, fechando dezembro com -1,09% e 2021 com alta de 7,46%. 

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos na Bolsa (B3).

Confira na sequência do texto:

Destaques na Bolsa: SulAmérica, Méliuz, Magazine Luiza e Cielo

A SulAmérica saltou 6,84% hoje, para R$ 27,49 por unit.

Entre os fundamentos, a Sul América anunciou hoje assinatura de contrato para aquisição de 100% das ações da Sompo Saúde Seguros no valor de R$ 230 milhões.

De acordo com o comunicado da SulAmérica, a transação está em linha com a estratégia de crescimento da companhia e reforça sua relevância em saúde, além de ampliar sua representatividade na cidade de São Paulo e região metropolitana, ainda mais fortemente nas categorias de planos coletivos empresariais, inclusive para pequenas e médias empresas. 

A aquisição, quando concluída, adicionará aproximadamente 116 mil vidas e cerca de R$ 650 milhões anuais em receitas, passando a contribuir de forma relevante para os resultados da SulAmérica, inclusive por meio das sinergias operacionais que serão viabilizadas após a conclusão da transação. 

A Sompo Saúde é uma seguradora especializada no ramo de saúde, pertencente ao Grupo Sompo Holdings, um dos maiores grupos seguradores do Japão e do mundo, que atua há mais de 130 anos no mercado e possui forte presença no Estado de São Paulo. 

Além da SulAmérica, as empresas de varejo também estiveram entre as maiores altas do Ibovespa: Méliuz (+7,64%), Magazine Luiza (+6,8%) e Cielo (+5,76%), todas ainda favorecidas pelos números do Natal do setor de varejo em diferentes indicadores.

Maiores altas

  • Méliuz (CASH3): +7,94%, a R$ 3,24 por ação ON
  • SulAmérica (SULA11): +6,84%, a R$ 27,49 por unit
  • Magazine Luiza (MGLU3): +6,80%, a R$ 7,22 por ação ON
  • Cielo (CIEL3): +5,76%, a R$ 2,28 por ação ON
  • Qualicorp (QUAL3): +5,49%, R$ 16,90 por ação ON

Maiores baixas

  • Marfrig (MRFG3): -3,71%, a R$ 22,07 por ação ON
  • Itaú (ITUB4): -1,64%, a R$ 20,95 por ação PN
  • Santander Brasil (SANB11): -1,35%, a R$ 29,98 por unit
  • Itaúsa (ITSA4): -1,11%, a R$ 8,93 por ação PN
  • Petrobras (PETR3): -0,81%, a R$ 30,70 por ação ON

Cenário Externo

Hoje, mercados da Ásia fecharam com comportamento misto.

Na China, o PBOC (BC chinês) reafirmou compromisso com política monetária flexível, mas a incorporadora Evergrande deixou de quitar títulos, mesmo anunciando que retomou 91,7% dos projetos.

No mercado acionário europeu, dia de queda da Bolsa de Londres de 0,24%, Paris com +0,16% e Frankfurt com +0,21%. Madri e Milão com altas de respectivamente 0,48% e 0,01%. 

“Biden e Putin discutiram hoje tropas russas na fronteira com a Ucrânia, e isso pode ser positivo, depois das pressões diplomáticas ocorridas”, comentou Alvaro Bandeira, economista-chefe do Modalmais, em relatório de mercado.

Nos EUA, os pedidos de auxílio desemprego da semana anterior encolheram 8 mil posições para 198 mil, de previsão de ficarem em 205 mil.

Os pedidos continuados e defasados em mais uma semana caíram 140 mil, para 1,72 milhão. Já o índice de atividade industrial (ISM) de dezembro subiu para 63,1 pontos, de previsão de ficar em 62 pontos.

Sobre a covid-19, o governo dos EUA anunciou que o recorde de contaminação diária foi quebrado, com a confluência das variantes Ômicron e Delta.

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

Petrobras (PETR4/PETR3)

O governo chinês cortou a importação de petróleo em 11%, e isso impulsiona queda do óleo no mercado internacional.

Com essa notícia, o preço do petróleo Brent – principal referência para os preços da Petrobras – teve queda de 0,35%, a US$ 78,79 por barril.

“No exterior, a China anunciou redução de 11% na cota de importação de petróleo e, com isso, manteve o óleo em queda durante a maior parte do dia, só recuperando no meio da tarde”, observou Alvaro Bandeira.

Nesse ambiente, PETR4 caiu 0,32%, a R$ 28,45 por ação PN. Já PETR3 recuou 0,81%, a R$ 30,70 por ação ON.  

Vale (VALE3)

O preço do minério de ferro voltou a ser negociado acima do patamar de US$ 120 por tonelada na Ásia, após três dias de baixa com o impulso da reposição de estoque de siderúrgicas da China.

Esse aumento do minério de ferro lá fora beneficiou as ações da mineradora Vale, que subiu 0,92%, a R$ 77,96 por ação ON.

BDRs e ações EUA

Nos EUA, o S&P e o Dow Jones voltaram a bater recordes históricos de pontuação neste mesmo período.

“Enquanto nos EUA os índices vão fechar 2021 com valorizações acima de 20% (e são mercados maduros), na Ibovespa, vamos terminar o ano com queda próxima de 12%”, diferenciou Alvaro Bandeira, da Modalmais, em seu relatório de fechamento de mercado.

Norwegian Cruise (N1CL34)

A empresa de cruzeiros marítimos turísticos teve mais um dia de baixa em Nova York. A Norwegian Cruise fechou em queda de 2,4¨%, entre as maiores baixas nos EUA.

P&G (PGCO34) e Nike (NIKE34)

Depois da alta de ontem (+0,83%), o papel da Procter & Gamble praticamente apagou todos os ganhos da véspera e fechou em que da de 0,86%.

A Nike passou por movimento semelhante, depois de subir 1,42% ontem, a Nike recuou 0,76% hoje.

Big Techs Apple (AAPL34) e Microsoft (MSFT34)

Após as altas de ontem, as big techs amargaram notas mais baixas por hoje. Apple (-0,66%) e Microsoft (-0,77%).

Intel (ITLC34), AMD (A1MD34) e Cisco (CSCO34)

As outras empresas de tecnologia também apresentaram sinal negativo hoje: AMD (-2,10%), Intel (-0,17%) e Cisco (-0,53%).

Salesforce.com (SSFO34), IBM (IBMB34) e AT&T (ATTB34)

Depois de registrarem baixa ontem, os outras empresas tecnológicas tiveram mais sorte hoje: Salesforce.com (+0,31%), IBM (+0,42%) e AT&T (+0,57%).

Disney (DISB34), Walmart (WALM34) e J&J (JNJB34)

Entre as maiores altas do Dow Jones estavam: Disney (+0,68%), Walmart (+0,32%) e J&J (+0,44%).

Ford Motor (FDMO34)

No setor automotivo, a Ford (-0,44%) emendou a baixa pelo terceiro pregão consecutivo.

(*) Relatórios consultados: B3, CVM, Modalmais e Terra Investimentos.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App