Ibovespa em 20/12/2021: Bolsa cai 2,03% e fecha em 105.019 pontos

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

O Ibovespa em 20/12/2021 registrou queda de 2,03%, aos 105.019 pontos. No mês de dezembro, o índice acumula valorização de 3,16%. No ano, o indicador apresenta baixa de 11,96%.

Em Nova York, o Dow Jones teve queda de 1,23% , aos 34.932 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 1,14%, aos 4.568 pontos. O Nasdaq Composite caiu 1,24%, aos 14.980 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos.

Confira na sequência do texto:

Destaques na Bolsa: Setor de viagens e turismo

As ações da Azul (AZUL4), CVC Brasil Turismo (CVCB3) e Gol Linhas Aéreas (GOLL4) figuraram entre as baixas da Bolsa (B3).

O papel de CVC Turismo tombou 8,76%, a maior baixa do Ibovespa. Já a Azul mostrou queda de 3,58% e Gol registrou baixa de 4,24%.

De acordo com relatório do coordenador do departamento econômico do Banco ABC Brasil, Daniel Xavier, a decretação de lockdowns na Europa estão entre os fatores que influenciaram os mercados hoje.

A Holanda voltou a impor lockdown neste domingo (19/12), fechando escolas, lojas não essenciais e limitando o número de visitantes permitidos nas residências.

Segundo o governo holandês, o aumento de casos da variante ômicron significa que “parece cada vez mais provável que o sistema de saúde fique sobrecarregado em janeiro”.

Destaques de alta do Ibovespa: JBS, Minerva, Eneva e Braskem

Apenas 4 ações do Ibovespa hoje: JBS (+1,43%), Eneva (+1,29%), Minerva (+1,21%) e Braskem (+0,47%).

Entre os fundamentos para a resistência dos papéis foram citados: a estratégia de defesa na empresa de energia Eneva, e a retomada das exportações do frigoríficos JBS e Minerva para a China.

No caso mais específico da Braskem, a companhia informou que contratou 11 bancos globais para captar até US$ 1 bilhões no exterior, com prazo de vencimento em 2026.

Maiores altas

  • JBS (JBSS3): +1,43%, a R$ 37,57 por ação ON
  • Eneva (ENEV3): +1,29%, a R$ 14,13 por ação ON
  • Minerva (BEEF3): +1,21%, a R$ 10,01 por ação ON
  • Braskem (BRKM5): +0,47%, a R$ 55,45 por ação PNA

Maiores baixas

  • CVC Brasil Turismo (CVCB3): -8,76%, a R$ 13,86 por ação ON
  • Locaweb (LWSA3): -7,13%, a R$ 12,76 por ação ON
  • CSN (CSNA3): -6,91%, a R$ 23,71 por ação ON
  • BR Malls (BRML3): -6,66%, a R$ 7,85 por ação ON
  • Gerdau (GGBR4): -5,93%, a R$ 27,29 por ação PN

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

Eletrobras (ELET6)

Eletrobras anuncia investimentos de R$ 48,3 bilhões entre 2022 e 2026.

No encerramento do pregão, ELET6 registrou baixa de 3,11%, a R$ 32,36 por ação PNB.

C&A (CEAB3)

C&A abriu 11 lojas no quarto trimestre somando 26 novas lojas em 2021 e um total de 319 unidades espalhadas pelo País.

Em dia negativo nas Bolsas, CEAB3 fechou em queda de 1,89%, a R$ 6,22 por ação ON.

Eztec (EZTC3)

Eztec lança R$ 490,5 milhões em 4 novos empreendimentos.

EZTC3 fechou em queda de 1,,58%, a R$ 20,57 por ação ON.

Alliar (AALR3)

Alliar informou que empresário Nelson Tanure deve vender sua fatia societária nos próximos dias, movimentação que impactar no valor das ações da empresa.

Com a notícia, AALR3 subiu 1,83%, a R$ 17,84 por ação ON.

Via (VIIA3)

Via fará emissão de R$ 400 milhões em notas comerciais (títulos de dívida de curto prazo).

VIIA3 teve queda de 2,27%, a R$ 4,74 por ação ON.

Petz (PETZ3)

Após atingir o marco de 166 lojas em todas as regiões do Brasil em 2021, o Grupo Petz (PETZ3) segue com seu ambicioso plano de expansão.

A companhia pretende investir R$ 500 milhões na abertura de novas lojas em locais onde a Petz ainda não possui unidades ou possui baixa presença.

“A Petz lidera seu segmento de mercado, tendo como principal característica o forte ritmo de abertura de lojas e se favorece do efeito novidade, especialmente em cidades menores cuja chegada de uma rede desse porte gera barulho e vira rapidamente referência para compras voltadas ao mundo pet”, descreve relatório da Levante.

“Seu segmento de atuação ainda é dominado por pet shops locais, de forma que há um grande espaço para crescimento via aquisições, como a Petz tem feito”, aponta a casa de análise.

No fechamento dos negócios, Petz apresentou queda de 3,92%, a R$ 17,89 por ação ON.

Cyrela (CYRE3) e Direcional (DIRR3)

Cyrela assina contrato de intenções com a Direcional para vender 50% de participação em 8 projetos de empreendimentos em Minas Gerais.

CYRE3 caiu 1,16%, a R$ 15,33 por ação ON. Já Direcional (DIRR3) avançou 0,48%, a 12,49 por ação ON.

Suzano (SUZB3)

Suzano fará reajuste de US$ 30 por tonelada na Ásia a partir de janeiro.

No encerramento dos negócios, Suzano apresentou baixa de 2,63%, a R$ 59,89 por ação ON.

BDRs e ações EUA

De acordo com o analista da Clear Corretora, Rafael Ribeiro, o clima de aversão ao risco deve-se aos temores sobre a evolução da ômicron.

“Com a confirmação que a nova variante pode infectar vacinados e curados de covid, a nova cepa já foi encontrada em 90 países e a disparada no número de casos não é um risco desprezível. Tanto, que mesmo com a gravidade menor relatada dos casos, a Holanda decidiu por fazer um novo lockdown até a segunda semana de janeiro”, descreveu Ribeiro em seu relatório de fechamento de mercado.

O Reino Unido também sinalizou que pode adotar novas medidas restritivas e a possibilidade de medidas restritivas em outros países do continente reduz o apetite por risco dos investidores, uma vez que geram inúmeras dúvidas sobre o ritmo de crescimento no ano que vem.

Segundo o economista-chefe do UBS, Paul Donovan, a ômicron não deve atrapalhar a recuperação econômica porque os consumidores aprenderam a conviver com novos surtos de Covid: “o vírus em si tem um impacto econômico relativamente limitado. É o medo do vírus que tem impacto econômico”, afirmou.

Walmart (WALM34) e P&G (PGCO34)

Com o sinal negativo espalhado pelos mercados, as ações consideradas consideradas de empresas sólidas subiram: Walmart (+0,32%) e P&G (+0,25%).

Goldman Sachs (GSGI34) e Bank of America (BOAC34)

Já os grandes bancos norte-americanos ficaram no vermelho: Goldman Sachs (-2,67%) e BofA (-1,64%).

Big Techs Apple (AAPL34) e Microsoft (MSFT34)

Com o sinal negativo por lá, as Big Techs tiveram perdas: Apple (-0,81%) e Microsoft (-1,20%).

Intel (ITLC34), Verizon (VERZ34) e Cisco (CSCO34)

As outras empresas de tecnologia também encerraram com sinal vermelho : Intel (-2,02%), Verizon (-0,15%) e Cisco (-0,17%).

Pfizer (PFIZ34) e AT&T (ATTB34)

A Pfizer (+2,59%) apareceu entre as maiores altas em Nova York hoje.

O papel da Pfizer avança com notícias sobre a eficácia da vacina para combater a variante ômicron da covid-19.

Já a AT&T também ficou entre as maiores altas por lá, com avanço de 1,72% hoje.

Ford Motor (FDMO34) e Caterpillar (CATP34)

As ações de empresas de automóveis e veículos pesados encerraram com perdas: Ford Motor (-1,77%) e Caterpillar (-2,93%).

(*) Relatórios de mercado: B3, CVM, Banco ABC Brasil, BTG Pactual, Clear Corretora e Levante Research.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App