Ibovespa em 17/12/2021: Bolsa cai 1,07% e fecha em 107.200 pontos

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

O Ibovespa em 17/12/2021 recuou 1,07% e encerrou em 107.200 pontos. No mês, o principal índice da Bolsa acumula alta de 5,25%, mas apresenta queda de 10,02% em 2021.

Em Nova York, o Dow Jones registrou queda de 1,48% , aos 35.365 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 1,03%, aos 4.620 pontos. O Nasdaq Composite desceu 0,07%, aos 15.169 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos.

Confira na sequência do texto:

Destaques na Bolsa: Marfrig e BRF

As ações da Marfrig e da BRF figuraram entre as maiores altas do Ibovespa.

Ao final do pregão, MRFG3 subiu 3,71% enquanto BRFS3 avançou 5,39%.

Entre os fundamentos, a BRF informou que pretende realizar oferta de ações (follow on) para captar R$ 6 bilhões com a emissão de 325 milhões de ações.

Já a Marfrig informou que pagará R$ 830,1 milhões em dividendos, o equivalente a R$ 1,25 por ação.

Destaques do Ibovespa: Natura, BR Malls, Magazine Luiza e Bradespar

Na avaliação da Cristiane Quartarolli, economista do Banco Ourivest, o momento continua sendo de cautela dos investidores no mercado brasileiro. O dólar fechou em alta de 0,10%, a R$ 5,68 no mercado à vista da B3.

“Hoje teve uma sinalização de mais gastos por parte do governo, há uma preocupação com o quadro fiscal. Tem um risco do governo atual tentar aumentar mais gastos por causa do cenário eleitoral” afirmou Quartarolli, ao Blog do Grana, sobre o desempenho ruim do mercado hoje.

Mesmo com o Ibovespa no negativo, algumas ações se destacaram do lado positivo: Natura (+5,91%), BR Malls (+5,52%) e Magazine Luiza (+4,06%), que figuram entre as Maiores Altas, mas todas em recuperação de perdas recentes.

Entre as ações mais negociadas, o destaque foi para Bradespar que passou por ajuste por causa do pagamento dos dividendos “inflados” da mineradora Vale.

Com a separação do capital para o pagamento dos dividendos, o valor do papel recuou 58,52% e fechou em R$ 23,14 por ação.

A Bradespar passa também por um processo de redução do patrimônio líquido, com a holding entregando aos seus acionistas as ações da Vale.

Na prática, mesmo com a queda de 58,52%, os acionistas não perderam nada, receberam os dividendos e ações da Vale. É por isso que o processo é chamado de “ajuste” e não figura entre as maiores baixas do Ibovespa.

Já o papel da mineradora Vale teve queda de 1,58%, a R$ 79,17 por ação, sem seguir a tendência do aumento do preço do minério de ferro no exterior.

Maiores altas

  • Natura (NTCO3): +5,91%, a R$ 27,96 por ação
  • BR Malls (BRML3): +5,52%, a R$ 8,41 por ação
  • BRF (BRFS3): +5,39%, a R$ 21,50 por ação
  • Magazine Luiza (MGLU3): +4,06%, a R$ 6,66 por ação
  • Marfrig (MRFG3): +3,71%, a R$ 23,78 por ação

Maiores baixas

  • Yduqs (YDUQ3): -8,29%, a R$ 21,69 por ação
  • Getnet (GETT11): -6,08%, a R$ 3,40 por unit
  • Banco Inter (BIDI11): -6,07%, a R$ 30,32 por unit
  • Banco Inter (BIDI4): -6,04%, a R$ 10,26 por ação PN
  • Locamerica (LCAM3): -5,35%, a R$ 25,49 por ação

Outros ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo podem ter influenciado a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

Unipar (UNIP6)

Unipar aprova R$ 450 milhões em dividendos, sendo R$ 4,1725 por ação ON e R$ 4,5817 por ação PNA ou ação PNB.

Ao final dos negócios, UNIP6 registrou alta de 0,75%, a R$ 100,67 por ação PNB.

Lojas Renner (LREN3)

Lojas Renner pagará juros sobre capital próprio (JCP) de R$ 127 milhões aos seus acionistas, o equivalente a R$ 0,1289 por ação.

Ao final do pregão, LREN3 teve alta de 0,15%, a R$ 26,24 por ação.

Sanepar (SAPR4)

Sanepar pagará R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio (JCP) aos seus acionistas, o equivalente a R$ 0,1084 por ação.

No encerramento dos negócios, SAPR4 subiu 1,57%, a R$ 3,89 por ação PN.

Neoenergia (NEOE3)

Neoenergia aprovou distribuição de R$ 160 milhões em juros sobre capital próprio (JCP), correspondente a R$ 0,13 por ação.

No fechamento da Bolsa, NEOE3 apresentou alta de 0,63%, a R$ 17,67 por ação.

Pão de Açúcar (PCAR3) e Assaí (ASAI3)

Pão de Açúcar e Assaí assinam contrato de R$ 3,97 bilhões para que o Assaí possa explorar até 70 pontos do Extra Hipermercados.

As ações ficaram no negativo: PCAR3 fechou em baixa de 0,60%, a R$ 23,25 por ação, enquanto ASAI3 caiu 0,55%, a R$ 14,46 por ação.

Nubank (NUBR33)

BTG Pactual inicia cobertura do Nubank (NUBR33) com recomendação neutra e preço alvo de R$ 9,30 por BDR.

Com a recomendação neutra, NUBR33 caiu 5,69% e fechou cotada em R$ 8,95 por BDR.

BDRs e ações nos EUA

Na avaliação do economista-chefe do Modalmais, Alvaro Bandeira, o último dia da semana foi marcado ainda pela absorção dos investidores das decisões tomadas por bancos centrais.

“O FED (o BC dos EUA) acelerando o tapering (retirada dos estímulos monetários), o BOE (BC inglês) elevando juros (surpresa) e o BCE (BC europeu) mantendo estável, mas acenando para mudanças já em março”, observou Bandeira, em relatório de fechamento de mercado.

O BOJ (BC do Japão) também manteve a política monetária, mas vai realizar mudanças em commercial paper (papéis comerciais) e bônus corporativos.

O México, a Rússia e outros países elevaram os juros básicos, enquanto a Turquia, pressionada pelo presidente Erdogan, reduziu juros para 14%. A Colômbia elevou juros para 3%, de anterior em 2,50%.

Com a alta dos juros promovida pela atuação dos Bancos Centrais contra a inflação, a maior parte das ações ficaram no negativo nas Bolsas nos Estados Unidos.

Coca-Cola (COCA34)

Com a alta dos juros se espalhando pelo mundo, nem a ação da Coca-Cola resistiu. O papel caiu 1,57% em Nova York, após dias seguidos de alta.

No Brasil, a Coca-Cola FEMSA, maior engarrafadora de produtos Coca-Cola no mundo em volume de vendas, informou hoje, por meio de sua subsidiária brasileira Spal Industria Brasileira de Bebidas, um acordo para adquirir 100% da CVI Refrigerantes Ltda., engarrafadora do Rio Grande do Sul.

Com a aquisição, a participação da Coca-Cola FEMSA no volume do sistema Coca-Cola Brasil, da The Coca-Cola Company (BDR COCA34) passará de 50% para 52%.

Walmart (WALM34) e J&J (JNJB34)

Além da Coca-Cola, outras empresas consideradas resistentes também mostram queda: Walmart (-3,20%) e Johnson & Johnson (-2,76%)

Apple (AAPL34) e Intel (ITLC34)

O sinal negativo também alcançou a Big Tech Apple (-0,65%) e a Intel (-0,41%).

Verizon (VERZ34), IBM (IBMB34), Cisco (CSCO34) e AT&T (ATTB34)

Mas outras empresas de tecnologia e de telecomunicações encerraram com sinal positivo: Verizon (+0,80%), IBM (+1,17%), Cisco (+0,25%) e AT&T (+0,30%).

Goldman Sachs (GSGI34) e Bank of America (BOAC34)

Com a ação mais rigorosa dos Bancos Centrais, papéis de grandes bancos também mostraram perdas: Goldman Sachs (-3,92%) e Bank of America (-2,49%).

Ford Motor (FDMO34) e Chevron (CHVX34)

Gigantes do setor automotivo e do petróleo não escaparam ao sinal vermelho: Ford Motor (-2,85%) e Chevron (-2,61%).

Relatórios de mercado consultados: B3, CVM, BTG Pactual, ABC Brasil, Modalmais e Terra Investimentos.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App