Méliuz (CASH3) e Inter (BIDI11) entre os destaques da Bolsa hoje

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Méliuz (CASH3) e Inter (BIDI11) e (BIDI4) estão entre os destaques da Bolsa (B3) hoje. (Veja quadro abaixo).

O Ibovespa contrariou o sentimento negativo externo e fechou em alta de 0,58%, aos 105.069 pontos. No mês, o índice avança 3,08%, mas no acumulado do ano apresenta queda de 11,65%.

Em Nova York (EUA), o Dow Jones caiu 0,17%, aos 34.580 pontos, enquanto o índice S&P 500 recuou 0,84%, aos 4.538 pontos. Já o Nasdaq Composite desceu 1,92%, aos 15.085 pontos.

Aqui no Blog do Grana, você acompanha os principais assuntos que movimentam seus investimentos.

Confira na sequência do texto:

Destaques da Bolsa: Méliuz (CASH3) e Inter (BIDI11) e (BIDI4)

A Méliuz informou que alcançou vendas brutas de R$ 923 milhões em novembro, alta de 87% na comparação anual, impulsionada pela campanha Festival de Blacks.

Com essa informação no mercado, a ação da Méliuz (CASH3) disparou 31,03%, para R$ 3,42 por ação ON, maior alta do Ibovespa no dia. (Ver quadro maiores altas do Ibovespa abaixo).

Locaweb, que atende pequenas e médias empresas, também pegou carona no efeito Black Friday e subiu 8,60%. (Ver detalhes do preço das ações no quadro Maiores Altas do Ibovespa).

Outro destaque foi a decisão do Banco Inter de “suspender” seu plano de listar as ações na Nasdaq. Profissionais de mercado destacaram que o banco decidiu “suspender”, mas que não desistiu do plano.

Com a decisão, BIDI11 terminou estável (0%) a R$ 32,99 por unit, enquanto BIDI4 caiu 0,98%, a R$ 11,09 por ação PN.

Cenário no exterior influencia ações de commodities

Nos EUA, o mercado repercutiu os dados de geração de empregos (payroll) do mês de outubro.

Segundo relatório do BTG Pactual, o número de 210 mil postos de trabalho ficou abaixo do esperado pelo consenso de mercado (550 mil).

Diante da fraca expansão dos empregos por lá, os índices de ações em Nova York caminharam para negativo ao longo do dia e encerraram em baixa.

No setor de commodities, com a alta do petróleo Brent na Europa, Petrobras (PETR4) teve alta de 1,41%, a R$ 28,76 por ação PN.

De acordo com relatório do Banco ABC Brasil, a alta do petróleo veio depois que a OPEP+ (Organização dos Países Produtores de Petróleo + Associados) deixou a porta aberta para mudanças na política de aumento de produção, prometendo agir rapidamente se a demanda sofrer com medidas para conter a variante ômicron.

A OPEP+ surpreendeu ontem ao manter os planos de adicionar 400 mil barris por dia em janeiro.

Ainda no setor de commodities, o minério de ferro subiu 0,73% no porto chinês de Qingdao, para US$ 102,36 a tonelada.

No Brasil, o papel da mineradora Vale (VALE3) divergiu do mesmo movimento dos preços do minério no exterior e fechou em baixa de 2,20%, a R$ 71,87 por ação ON.

O embargo da China em relação a carne brasileira também continuou pesando nos papéis das exportadoras. Marfrig caiu 5,74%, a R$ 20,87 por ação de código MFRG3.

JBS também caiu 4,84%, a R$ 33,41 por ação de código JBSS3. (Veja quadro maiores baixas do Ibovespa logo abaixo).

Maiores altas do Ibovespa

  • Méliuz (CASH3): +31,03%, a R$ 3,42 por ação ON
  • Locaweb (LWSA3): +8,60%, a R$ 12,75 por ação ON
  • Cyrela (CYRE3): +7,41%, a R$ 14,93 por ação ON
  • CVC Turismo (CVCB3): +7,03%, a R$ 14,15 por ação ON
  • Assaí (ASAI3): +6,83%, a R$ 13,30 por ação ON

Maiores quedas do Ibovespa

  • Marfrig (MFRG3): -5,74%, a R$ 20,87
  • JBS (JBSS3): -4,84%, a R$ 33,41
  • Vale (VALE3): -2,20%, a R$ 71,87
  • IRB Brasil (IRBR3): -1,65%, a R$ 4,18
  • Suzano (SUZB3): -1,55%, a R$ 57,10

Ativos em destaque

As notas e fatos relevantes informados abaixo influenciam a movimentação das ações das companhias citadas no pregão de hoje, de acordo com relatórios* de mercado.

CPFL (CPFE3)

CPFL aprova distribuição de R$ 804 milhões em dividendos, R$ 0,69 por ação.

Ao final do pregão, CPFE3 registrou alta de 1,16%, a R$ 27,89 por ação ON.

Vamos (VAMO3)

Vamos pagará R$ 190 milhões em proventos, sendo R$ 144 milhões em dividendos (R$ 0,1484 por ação) e R$ 46,2 milhões em juros sobre capital próprio (R$ 0,0476 por ação).

No encerramento dos negócios, VAMO3 registrou alta de 7,38%, a R$ 11,79 por ação ON.

Suzano (SUZB3)

Suzano aprova investimentos de R$ 13,6 bilhões para 2022. Em 2021, o valor total foi mantido em R$ 6,2 bilhões.

O papel da Suzano caiu 1,55%, a R$ 57,10 por ação ON. Segundo relatórios de fechamento de mercado, as exportadoras foram afetadas pelo cenário negativo no exterior.

Minerva (BEEF3)

Minerva conclui aquisição de duas unidades frigoríficas especializadas em ovinos na Austrália.

Com o anúncio, Minerva contrariou o sinal negativo de seus concorrentes, e o papel BEEF3 subiu 1,41%, a R$ 8,62 por ação ON.

AES Brasil (AESB3)

AES Brasil conclui incorporação de AES Tucano I, AES Tucano II e Tucano F5 Geração de Energia.

Com o processo de consolidação da AES Brasil a todo vapor, AES Brasil subiu 2,93%, a R$ 11,58 por ação ON. A nova ação AES Operações (AESO3) será listada na Bolsa na próxima semana.

Viveo (VVEO3)

A Viveo (VVEO3) anunciou ao mercado que foi concluída a aquisição da Cirúrgica Mafra.

A companhia adquirida comercializa materiais hospitalares, medicamentos especiais, nutrição, produtos ortopédicos, meias de compressão, fralda infantil e geriátrica, dermocosméticos, entre outros produtos.

Com a Cirúrgica Mafra, a Viveo fortalece a estratégia “direct to patient” (direto para o paciente).

Além disso, a companhia reforça o Programa de Suporte ao Paciente (PSP) da Viveo.

Com o anúncio da confirmação da aquisição, a ação da Viveo saltou 8,58%, a R$ 18,73 por ação.

Após o fechamento do mercado, a Viveo também comunicou ao mercado que foi concluída a aquisição da Laborsys Produtos Diagnósticos e Hospitalares.

Fundada em 1990, a Laborsys tem forte atuação nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Em seu portfólio, a empresa dispõe de soluções para bioquímica, imunologia, análise de gases e eletrólitos e a linha de Point of Care, da marca Roche, analisadores hematológicos da marca Sysmex, entre outros.

Com a Laborsys, a Viveo reforça a estratégia de crescimento no canal de laboratórios, aumentando a presença da companhia em regiões complementares.

BDRs e Ações EUA

Na opinião do economista-chefe da Modalmais, Alvaro Bandeira, a variante Ômicron da covid-19 foi mais forte na determinação do comportamento dos mercados na sessão de hoje pelo mundo. 

Ao longo do dia houve vários depoimentos versando sobre a transmissibilidade da variante e até de sua letalidade, por infectologistas do Reino Unido.

“Isso acabou por determinar a reversão de tendência dos mercados na Europa e EUA e, por tabela, dos mercados locais. Indicadores divulgados causaram bem menos impacto, mas os investidores estão à beira de um ataque de nervos”, afirmou Bandeira, em relatório de fechamento de mercado.

JP Morgan (JPMC34) e Goldman Sachs (GSGI34)

Os dados fracos do mercado de trabalho (payroll) nos EUA refletiram nas ações dos grandes bancos norte-americanos: JP Morgan (-1,81%) e Goldman Sachs (-1,24%).

Boeing (BOEI34)

Em dia de sinal negativo em Nova York, a Boeing teve queda 1,92%, sempre relacionada com temores sobre a variante ômicron da covid-19.

Apple (AAPL34) e Microsoft (MSFT34)

As Big Techs Apple (-1,17%) e Microsoft (-1,97%) mostraram perdas pelo terceiro dia consecutivo em Nova York.

Verizon (VERZ34), Intel (ITLc34) e Cisco (CSCO34)

Já outras empresas de tecnologia tiveram sinais diferentes: Verizon (+1,36%), Intel (-0,51%), Cisco (+0,14%) e IBM (+1,66%).

J&J (JNJB34), P&G (PGCO34), Walgreens (WGBA34) e Walmart (WALM34)

Na ponta positiva apareceram as resistentes Johnson & Johnson (+1,46%), Procter & Gamble (+1,78%), Walmart (+1,51%), além de Walgreens (+4,28%), essa última entre as maiores altas em Nova York.

Relatórios consultados: B3, CVM, Banco ABC Brasil, Modalmais, BTG Pactual e Terra Investimentos.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App