BDR TSLA34: Conheça o BDR da Tesla, empresa de Elon Musk

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

BDR TSLA34 é o recibo negociado no Brasil da ação da Tesla, empresa do bilionário Elon Musk.

Por exemplo, cada ação americana da Tesla corresponde a 32 BDRs TSLA34 negociadas no Brasil.

Aqui no Blog do Grana, você saberá um pouco mais sobre esse recibo da ação da Tesla negociado na Bolsa brasileira (B3), de acordo com relatórios de mercado sobre BDRs.

Elon Musk vende 10% de suas ações – Tesla – BDR TSLA34

Conforme observou a Levante Research, o fundador da Tesla (TSLA), Elon Musk, movimentou de maneira veemente o seu perfil na rede social Twitter no início de novembro.

Através dele, o empresário perguntou aos seus seguidores se ele deveria vender 10% da sua participação na Tesla neste momento.

De antemão, ele se comprometeu a seguir o resultado, cuja escolha foi mesmo pela redução na sua participação na companhia.

Atualmente, Elon Musk possui 170,5 milhões de ações “TSLA” em carteira.

Como as ações estão sendo negociadas próximas ao patamar dos US$ 1.222, a venda pode movimentar quase US$ 21 bilhões no mercado.

Retorno da ação da Tesla – BDR TSLA34 no Brasil

As ações seguem com uma performance estupenda no ano, subindo 74%.

Praticamente toda a alta veio nos últimos três meses e principalmente após uma “notícia de mercado” de que a Hertz havia encomendado 100 mil veículos da Tesla para sua operação.

Riscos da ação da Tesla

De acordo com o relatório, há indícios também de movimentos especulativos nas negociações de derivativos, com uma procura anormal para compra de opções de compra (call).

Conforme o texto, em termos de fundamentos, a notícia é neutra para a Tesla, que, mesmo com todos os desafios de ordem logística na indústria automotiva, segue em um bom momento operacional.

Contudo, o aviso prévio de uma venda desta magnitude, quase 2% de todo o capital da companhia – deve trazer um impacto negativo no preço das ações TSLA no curto prazo, especialmente após o recente rali.

Último balanço da Tesla

O último resultado trimestral foi de recorde para a Tesla em diversas linhas: produção, receitas, lucro bruto, margem operacional e lucro líquido.

Além disso, argumenta o analista Fernando Martin, um dos pontos interessantes tem sido a diluição da parcela dos créditos regulatórios na parte das receitas com expansão de margens.

De acordo com a Levante, o crescimento na produção e entregas ano contra ano também chama a atenção.

Conforme o texto, a meta de longo prazo da Tesla é evoluir a uma taxa de 50% ano contra ano.

Em 2020 foram quase 500 mil veículos entregues. Neste ano tudo aponta para mais de 800 mil veículos.

Histórico de polêmicas de Elon Musk

De acordo com a Levante, Musk tem um histórico de declarações polêmicas nas suas redes e capazes de movimentar o mercado, algumas das quais já o colocaram em problemas com os reguladores.

Em 2018, ele concordou em deixar o cargo de presidente da Tesla como parte de um acordo com a SEC, a Comissão de Valores Mobiliários americana.

O órgão processou Musk por fraude, alegando que ele enganou os investidores quando tweetou que havia garantido financiamento para tornar a Tesla privada.

Atuação da Tesla

Antes de mais nada, vale lembrar que anteriormente a Tesla era denominada de Tesla Motors, e muitos investidores ainda a conhecem pelo nome antigo.

De acordo com os princípios atuais da companhia, hoje a Tesla é mais que uma empresa que cria, desenvolve, fabrica e vende veículos e produtos de armazenamento de energia.

Comentário da Terra Investimentos sobre o BDR TSLA34

Na descrição do analista Régis Chinchila, da corretora Terra Investimentos, sobre a área automotiva, a companhia produz e vende os seguintes veículos elétricos: o modelo S, sedan, e o modelo X, um utilitário esportivo.

“A empresa já entregou mais de 107 mil veículos modelo S em todo o mundo, além de desenvolver seus próprios veículos, vende produtos de armazenamento de energia”, diz o analista.

“Entre seus produtos de armazenamento de energia estão a bateria recarregável Powerwall de 7 e 10 quilowatt-hora (kwh) para aplicações residenciais, e a Powerpack, de 100 quilowatt-hora (kwh), para aplicações comerciais e industriais”, descreve o analista.

Tecnologia em baterias recarregáveis

De acordo com o relatório, a empresa oferece seus produtos de armazenamento de energia sob a marca Tesla Energy.

Dessa forma, a companhia fabrica seus produtos principalmente nas suas fábricas em Fremont e em Lathrop, na Califórnia, nos Estados Unidos.

Ainda naquele país, a Tesla tem uma “super fábrica” (Gigafactory) perto de Reno, no Estado de Nevada (EUA).

“A empresa usa conjuntos de bateria fabricados na Gigafactory em seus produtos de armazenamento de energia”, conclui o analista.

Visão do Itaú BBA sobre o BDR TSLA34

De acordo com relatório dos analistas do Itaú BBA, Fábio Perina e Larissa Nappo, a BDR TSLA34 “segue em tendência de alta”.

A estimativa de lucro por ação (LPA) para Tesla é de US$ 7,23 para os próximos 12 meses.

Conforme o texto dos analistas, nos últimos 6 meses, a medida do preço da ação da Tesla ficou em US$ 766 nos Estados Unidos.

Vale relembrar, que cada ação americana da Tesla corresponde a 32 BDRs TSLA34 negociadas no Brasil.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App