Bolsa hoje: Ibovespa fecha em queda de 0,24%, aos 113.185 pontos

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

O principal índice de ações da Bolsa (o Ibovespa) fechou em queda de 0,24% hoje (14/10), aos 113.185 pontos.

“A Bolsa operou hoje num ambiente de incertezas e com grande volatilidade, num cenário de inflação elevada. O dólar se valorizou (+0,13%, a R$ 5,52 por US$ 1). Lá fora, os dados de desemprego nos EUA mostraram um cenário mais positivo que no Brasil”, resumiu Davi Lelis, especialista e sócio da Valor Investimentos, ao Blog do Grana.

Principais altas da Bolsa

Entre as principais altas do dia estavam os papéis do banco Inter (BIDI4 e BIDI11).

O BIDI 4 fechou em alta de 5,53%, a R$ 17,38 por ação.

Já a unit BIDI11 encerrou em alta de 5,17%, a R$ 50,90 por unit.

O Blog do Grana apurou que os papéis do banco Inter foram impulsionados após a reunião com investidores (Apimec) do Banco ABC Brasil.

A Apimec detalhou a parceira entre as instituições na área de renda fixa local.

Segundo o Banco ABC Brasil, a parceria é para atuação conjunta no mercado de capitais brasileiro.

De um lado, o Banco ABC Brasil possui experiência na estruturação de operações de debêntures de infraestrutura.

E do outro lado, o banco Inter possui alcance de 11 milhões de clientes para distribuição de produtos financeiros.

Principais baixas do pregão

Entre as principais baixas do dia estavam as ações da Méliuz / CASH3 (-4,97%) e Eztec / EZTC3 (-2,83%).

A Méliuz fechou em R$ 5,16 por ação.

Já a Eztec encerrou ao preço de R$ 24,01 por ação.

O papel da BRF, que possui o código BRFS3, teve queda de 2,80%, a R$ 25,69 no fechamento.

Destaques do mercado

Conheça as principais notícias que movimentaram o mercado hoje (14/10).

Primeiro, veja o relatório do analista Luis Gustavo Pereira, da Guide Research:

Kora Saúde (KRSA3): Kora Saúde estuda nova oferta de ações

Grupo capixaba está em ritmo acelerado de aquisições e hoje conta com 1.800 leitos.

Em ritmo acelerado de aquisições desde que abriu o capital na bolsa em agosto, o grupo capixaba Kora Saúde poderá fazer uma nova oferta de ações para financiar a expansão da sua rede de hospitais.

Impacto: Positivo. Companhia reforça forte apetite por crescimento desde seu IPO.

Ambipar (AMBP3): Ambipar adquire controle da Brasil Coleta

A Ambipar confirmou ontem à noite (13/10), por meio de comunicado ao mercado, a aquisição do controle acionário da Brasil Coleta Gerenciamento de Resíduos.

Com a aquisição, a empresa se torna a Ambipar Environmental Brasil Coleta Post-Industrial Waste Repurposin.

A partir deste investimento, a companhia passa a ter acesso a resíduos em escala nacional e se integra à cadeia verticalizada de valorização de resíduos.

A aquisição não será submetida à aprovação dos acionistas, tampouco ensejará direito de recesso, ressalta a empresa.

Impacto: Positivo. Aquisição reforça ainda mais a divisão ESG da companhia.

PetroRecôncavo (RECV3) vence contrato de gás natural na Paraíba

A Petrorecôncavo divulgou que foi declarada vencedora da chamada pública para aquisição de gás natural pela Companhia Paraibana de Gás (PBGás), entre 2022 e 2023.

Segundo a companhia, a próxima etapa no processo será a celebração do contrato de compra e venda de gás, para entrega de 50 mil m³/dia de gás natural a partir de janeiro de 2022 e 150 mil metros cúbicos por dia de gás natural a partir de janeiro de 2023.

Para a efetivação do acordo, a empresa terá acesso à infraestrutura de escoamento e processamento da Petrobras via Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) em Guararé.

Impacto: Positivo. Reforça apetite da companhia por expansão operacional.

Outros destaques do mercado hoje

Mais cedo, em relatório sobre a abertura do mercado hoje, o analista Régis Chinchila, da corretora Terra Investimentos, também citou os destaques do pregão da Bolsa (B3). Confira:

LAVVI (LAVV3)– A Lavvi aprovou a distribuição de R$ 120 milhões em dividendos, o equivalente a R$ 0,5763 por ação. O papel ficará ex-dividendos a partir de 19 de outubro.

LOG-IN (LOGN3)– A Log-In firmou acordo de compra de dois navios porta-contêineres, construídos no estaleiro chinês Zhoushan Changhong International Shipyard Co, por US$ 42,6 milhões cada embarcação.

GRUPO MATEUS (GMAT3) – O Grupo Mateus encerrou setembro com 189 lojas em operação após inaugurar cinco unidades no Piauí, Maranhão e Pará.

EDP BRASIL (ENBR3)– A EDP Brasil teve crescimento de 4,2% nos volumes de energia distribuída no terceiro trimestre de 2021 ante o mesmo período de 2020.

Destaques do setor de saúde na abertura do mercado

HAPVIDA (HAPV3)– A Hapvida anunciou a compra do Hospital Viventi, localizado em Brasília, por R$ 22 milhões.

REDE D’OR (RDOR3)– A Rede D’Or São Luiz aprovou a emissão de debêntures simples, no valor de R$ 1,2 bilhão. Em outras palavras, a empresa buscará R$ 1,2 bilhão em dívida corporativa no mercado de capitais.

Destaques do setor de construção civil na abertura do pregão

CYRELA (CYRE3) – A Cyrela registrou R$ 2,2 bilhões em valor geral de vendas (VGV) de lançamentos no terceiro trimestre de 2021 ante mesmo período de 2020.

EVEN (EVEN3) – A Even registrou R$ 766,764 milhões em valor geral de vendas (VGV) de lançamentos no terceiro trimestre de 2021, alta de 18% na comparação anual.

CURY (CURY3) – A Cury lançou R$ 633,2 milhões no terceiro trimestre de 2021, crescimento de 72,4% na comparação anual.

MOURA DUBEUX (MDNE3)– Os lançamentos da Morua Dubeux cresceram 52,1% no terceiro trimestre de 2021, para R$ 336,2 milhões, na comparação anual.

MELNICK (MELK3) – A Melnick registrou aumento de 173% no volume geral de vendas (VGV) no terceiro trimestre de 2021, para R$ 247,4 milhões.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App