Quais as diferenças entre ações ON e PN?

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Antes de investir na bolsa de valores, existem diversos conceitos que todo investidor deve conhecer. Quem começa a se interessar pelo mercado de renda variável pode perceber que existem diferentes alternativas, como ações ON e PN.

As siglas se referem aos papéis ordinários e preferenciais, respectivamente. Conhecer as características de cada um deles é essencial para investir com consciência. Isso pode fazer diferença tanto para a rentabilidade quanto para o manejo de risco da sua carteira.

Quer conhecer as diferenças entre as ações ON e PN? Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

O que são ações?

Antes de conhecer as classes das ações, é importante entender o que elas significam. Ação é a menor parcela do capital social de uma empresa. Assim, quem compra esse ativo se torna sócio da companhia.

Quem possui ações tem direito de participar dos resultados do negócio. No entanto, a participação dos investidores está limitada ao tipo de ativo que eles possuem. Entenda mais sobre as possibilidades a seguir!

Quais são os tipos de ações na Bolsa?

Após entender o que são ações, é importante conhecer os tipos de papéis que são negociados na bolsa de valores. Veja só:

Ações ON

A principal característica das ações ordinárias (ON) é que elas conferem ao acionista o direito de voto nas assembleias. Desse modo, é possível participar de decisões relevantes para o desenvolvimento do negócio.

O voto é proporcional ao volume de ações que cada acionista possui. Por isso, pequenos investidores acabam não participando ativamente das deliberações, que cabem aos sócios majoritários.

Uma característica interessante das ações ON, que vale até mesmo para investidores de pequeno porte, é o direito ao tag along. Você já ouviu falar sobre ele?

O tag along é um mecanismo de proteção garantido pela Lei das Sociedades por Ações em caso de venda ou transferência de controle da companhia.

Nesse caso, os investidores podem vender as ações por um valor próximo àquele oferecido aos acionistas majoritários. Normalmente, a venda com tag along representa 80% do valor dos papéis, mas pode chegar a 100%.

Algumas empresas só podem emitir esse tipo de ação. É o caso das que estão listadas no Novo Mercado, o mais alto segmento de governança corporativa da bolsa de valores brasileira (B3), por exemplo.

Ações PN

Já as ações preferenciais (PN) são aquelas que não dão direito a voto em assembleias e, em regra, também não oferecem direito ao tag along. Por outro lado, elas garantem aos acionistas a prioridade na distribuição de proventos.

A empresa pode oferecer esse direito também como prioridade no reembolso do capital. Isso ocorre quando a companhia é liquidada, suas atividades se encerram e seus ativos são vendidos. Nesse caso, os investidores com ações PN são os primeiros a receber.

Portanto, eles têm mais chance de minimizar os prejuízos. No entanto, cabe ressaltar que isso só ocorre se houver valores remanescentes para serem distribuídos.

Units

Vale saber que além das ações ON e PN, existem outros tipos de papéis disponíveis no mercado financeiro. Os units são certificados de depósitos de ações que funcionam como um pacote composto por mais de um tipo de ativo.

Por esse motivo, o pacote costuma reunir tanto ações ON quanto PN. Isso significa que não se trata de um ativo individual, mas sim um conjunto de papéis que podem ter diferentes classes. A disponibilidade e a proporção na composição da unit depende de cada companhia.

Como diferenciar as ações ON e PN?

Para entender como encontrar corretamente as ações ON e PN na bolsa de valores, é importante entender que elas são compostas por um ticker. Trata-se de um código formado por letras e números que podem ser utilizados para identificar a classe de cada papel.

Em geral, cada ação tem um ticker formado por 4 letras e 1 número, o que facilita as negociações na bolsa. É comum que as ações preferenciais, por exemplo, utilizem o número 4 em seus códigos.

Por exemplo:

  • PETR4 (Petrobras);
  • ITUB4 (Itaú);
  • ITSA4 (Itaúsa).

Mas se você quer investir em ações ordinárias, saiba que elas costumam terminar com o número 3. Veja exemplos de papéis dessa classe que são negociados na bolsa de valores:

  • PETR3 (Petrobras);
  • ABEV3 (Ambev);
  • VALE3 (Vale);
  • MGLU3 (Magazine Luiza).

Atenção ao ticker 11

Como também citamos as units, cabe ressaltar que elas costumam ser identificadas pelo número 11. Entre as alternativas encontradas no mercado brasileiro, vale citar a TAEE11 (Taesa) e a TIET11 (AES Tietê) como exemplos.

No entanto, é importante ficar atento porque outros ativos podem ter um ticker terminado em 11. É o caso dos fundos imobiliários e ETFs (exchange traded funds, os fundos de índices negociados na bolsa de valores).

Agora que você sabe que existem diferentes tipos de papéis e conceitos relacionados ao mercado financeiro. Porém, antes de decidir investir em ações ON e PN não deixe de fazer uma análise fundamentalista da empresa. Ademais, é importante fazer o manejo de riscos para aumentar suas chances de ter sucesso nos investimentos, combinado?

Vai começar a investir? Então baixe nosso aplicativo e simplifique o cálculo do Imposto de Renda sobre investimentos de renda variável e o pagamento dos tributos!

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App