BTG Pactual: Dividendo da mineradora Vale vem aí e ninguém parece se importar

Share on twitter
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin

Em relatório divulgado nessa terça-feira (14/09) pelo BTG Pactual, os analistas Leonardo Correia e Caio Greiner lembraram os investidores que a mineradora Vale deve pagar dividendos até o final de setembro. “Ninguém parece se importar”, descrevem os analistas.

Os profissionais de mercado projetam que a mineradora deverá pagar cerca de US$ 8 bilhões em dividendos (lucros distribuídos aos acionistas) nas próximas semanas, sendo, no mínimo US$ 5,3 bilhões e outros US$ 2,7 bilhões em dividendos extraordinários.

“Isso implica um rendimento robusto de 8,4% em dólares americanos, a ser pago em quase duas semanas. Enquanto a maioria dos investidores parece estar focada na correção do preço do minério de ferro, acreditamos que há menos atenção para esse evento (o pagamento de dividendos) do que deveria haver. Isso também implicaria que a Vale distribuíra cerca de US$ 20 bilhões em dividendos aos acionistas ao longo de 2021, o que consideramos substanciais e incomparáveis no setor”, relatam.

Colapso do preço do minério de ferro

Os analistas lembram que as ações da Vale foram atingidas por uma volatilidade (sobe e desce constante) sem precedentes nas últimas semanas, pois o preço do minério de ferro “colapsou” 46%. “A ação da Vale caiu 20% em relação às altas”, observaram.

Visto o relatório por outro ângulo, vale mencionar que o relatório do BTG Pactual é de recomendação para “compra” da ação da Vale, com a devida observação de que os vendedores dos papéis estão preocupados com os preços do minério de ferro. A expectativa é US$ 100 por tonelada do minério de ferro em 2022. “Implicaria uma correção de 20% sobre os preços atuais”, calculam.

Os analistas do BTG Pactual estimam que a mineradora possa gerar um lucro antes de impostos, taxas, amortizações e depreciações (EBITDA) de US$ 27 bilhões em 2022.

No texto, os profissionais de análise abordaram brevemente as questões ambientais e sociais que afetam a imagem da mineradora no Brasil. “Acreditamos que a empresa irá continuar entregando um progresso tangível no front ESG, removendo o excesso desconto atualmente atribuído ao preço de suas ações”, escreveram os analistas ao término do relatório.

No fechamento do mercado nesta terça-feira, a ação da mineradora de código VALE5 fechou em queda de 0,71%, cotada em R$ 94,09 na B3.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Fique por dentro!

Receba notícias como esta no seu e-mail.

Receba em primeira mão nossas novidades

Assine nossa Newsletter

Baixe já nosso App